Rodovias estaduais já têm 30 radares a mais operando

Nos últimos dois meses foram reativados 117 equipamentos para coibir o excesso de velocidade
quarta-feira, 05 de junho de 2019
por Guilherme Alt (guilherme@avozdaserra.com.br)
Radar em operação em Mury (Arquivo AVS)
Radar em operação em Mury (Arquivo AVS)

O governo do Estado do Rio reativou, nos últimos dois meses, 117 radares em estradas fluminenses. Destes, 30 entraram em funcionamento na semana passada. Eles estão na RJ-116 que ganhou uma lombada eletrônica na altura do quilômetro 9,5, em Itaboraí; RJ-104, no trecho entre Niterói e São Gonçalo; na RJ-106, a rodovia Amaral Peixoto que ganhou 20 novos equipamentos entre São Gonçalo e Saquarema) e na RJ-118 (três lombadas eletrônicas entre Ponta Negra, em Maricá, e Jaconé, em Saquarema).

Em Nova Friburgo, o Departamento Estadual de Estradas de Rodagem (DER-RJ) informou que novos radares estão em operação na RJ-116, na altura do quilômetro 71,5, no distrito de Mury, onde são registradas infrações em ambos os sentidos da rodovia, e também no quilômetro 78, no bairro Ponte da Saudade.

Já na RJ-130 (Nova Friburgo-Teresópolis), foi instalado um radar que também registra irregularidades nas duas pistas, na altura do quilômetro 52,3, no distrito de Campo do Coelho. Em breve, o órgão irá divulgar os próximos radares que serão ativados na região. O DER informou ainda que todos os novos equipamentos foram instalados em trechos onde já existia fiscalização eletrônica. "Nem todos os radares antigos, que estão sendo substituídos, estavam funcionando. Alguns estavam sem contrato. Outros pertenciam a contratos firmados em setembro ou outubro e que estão sendo reativados agora", informou o órgão estadual.

Mais tecnologia

Os novos radares instalados nas rodovias fluminenses possuem a tecnologia OCR que podem colaborar com a segurança pública por possuírem reconhecimento óptico de caracteres, que captura as imagens das placas dos automóveis. Elas poderão ser usadas pela polícia (por meio de convênios com o Batalhão de Polícia Rodoviária estadual (BPRv) e a Polícia Rodoviária estadual utilizando o banco de dados do novo sistema e identificando a passagem de um veículo pela rodovia. Os equipamentos funcionam apenas entre 6h e 22h. Dos 117 equipamentos, 114 são limitam a velocidade média dos veículos entre 50 e 80 quilômetros por hora.

A decisão do governador Wilson Witzel de reativar os radares vai de encontro à medida do presidente Jair Bolsonaro que mandou cancelar radares fixos, em rodovias federais. O presidente da República anunciou que qualquer radar não será revalidado ao término do prazo de validade dos contratos.

Bolsonaro também citou a redução de acidentes em rodovias no feriado da Semana Santa — de 11% em relação ao mesmo período do ano passado — para argumentar contra os radares. “O motorista tem que estar preocupado com a sinuosidade da estrada, e não se há radares escondidos atrás das árvores”, disse o presidente.

 

LEIA MAIS

Medida afeta 4% dos horários e vai valer até o dia 26 de julho, segundo empresa

Monitoramento de infrações, que começa a entrar em vigor dentro de 40 dias, permitirá aplicação de multas com imagens das 6h às 22h

Motoristas terão 7 dias para regularizar pendências. Lei também garante filmagem da fiscalização

Publicidade
TAGS: Trânsito