RJ-116 registrou cinco acidentes no feriadão de Corpus Christi

Colisões não deixaram mortos, mas dois feridos; 117 mil veículos passaram pela estrada no período
terça-feira, 25 de junho de 2019
por Jornal A Voz da Serra
RJ-116 registrou cinco acidentes no feriadão de Corpus Christi

Cinco acidentes sem vítimas fatais foram registrados na RJ-116, de Itaboraí a Macuco, durante o feriadão de Corpus Christi, informou nesta terça-feira, 25, a Rota 116, concessionária que administra o trecho concedido da rodovia. Duas pessoas ficaram feridas nos acidentes. 

A empresa também comunicou que das 12h do dia 19 de junho até às 10h desta terça-feira, 25, 117 mil veículos passaram pelas quatro praças de pedágio durante a operação especial para o feriado. A concessionária estimou anteriormente que 153 mil veículos passariam pela estrada no período. 

Durante o feriadão, a Rota 116, que administra os 140 quilômetros concedidos da rodovia, atendeu a 98 tipos de ocorrências e recebeu 29 ligações à sua central de atendimento através do telefone 0800 282 0116 para solicitação de guinchos, ambulâncias para resgate, por exemplo. 

Ainda de acordo com a concessionária, no início da RJ-116, o tráfego no quilômetro 2,3, em Sambaetiba, distrito de Itaboraí, segue fluindo no sistema de pare e siga devido a obras de construção de uma passarela sobre o Rio Caceribu.

A Rota 116 alerta também que os motoristas devem observar a velocidade máxima permitida na estrada. Vários radares instalados pelo Departamento de Estradas de Rodagem (DER-RJ) na rodovia estadual já estão em operação em diversos trechos. 

 

LEIA MAIS

Segundo nota, causa foi traumatismo pelo acidente, mas vítima também estava com pneumonia e por isso era "risco biológico"

Segundo o Hospital Raul Sertã, tomografia teria indicado “imagem de vidro fosco”, o que costuma acontecer também em pacientes vítimas do coronavírus

Vítimas foram socorridas e conduzidas para atendimento no Raul Sertã

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 75 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra

TAGS: acidente