“Que opere o paciente ou que ele morra”, teria dito secretária de Saúde

Áudio teria levado Arthur Mattar a deixar o cargo de diretor do Hospital Municipal Raul Sertã, em maio
terça-feira, 11 de junho de 2019
por Guilherme Alt (guilherme@avozdaserra.com.br)

Na noite de segunda-feira, um áudio atribuído à secretária municipal de Saúde, Tânia Trilha, em conversa com, ao que tudo indica, o então diretor do Hospital Municipal Raul Sertã na época, Arthur Mattar, caiu nas redes sociais e vem gerando polêmica. O conteúdo gira em torno da resolução do problema de saúde de um paciente internado na unidade.

De acordo com o áudio, é possível ouvir claramente uma mulher dando ordens para um homem a respeito de um paciente do hospital. "Arthur, meu querido, olha só! Eu preciso só que resolva, que opere o paciente ou que ele morra, entendeu, pra gente se ver livre do problema, mas é só o que  eu preciso porque eu tenho que cumprir uma decisão judicial, você me ajuda nisso, por favor? Obrigada, meu querido".

Na mesma noite, a secretária teria reconhecido a autoria do áudio, mas alegou que o conteúdo havia sido tirado de contexto.

Em maio deste ano, Arthur Mattar pediu afastamento do cargo de diretor do Raul Sertã por "não compactuar com esta gestão da Secretaria Municipal de Saúde, onde os valores judiciais são mais importantes que os valores humanos". Ele afirmou também que, diante da impossibilidade de mudar o quadro, preferiu se retirar desta gestão, que chamou de incompetente, "onde a lei vale mais que uma vida" .

Enviamos pedido de esclarecimento para a prefeitura, mas ainda não recebemos resposta.

LEIA MAIS

Segundo a prefeitura, lâmpadas queimadas foram substituídas, nenhum aparelho foi danificado e atendimento já está normalizado

Câmara só deve votar na terça decreto legislativo que pode anular reajuste

Diretor da Faol, Paulo Valente detalha situação da empresa de ônibus e diz que vereadores contrários ao aumento da tarifa têm intenções eleitoreiras

Publicidade
TAGS: saúde | Governo