Promoção de supermercado cria caos no trânsito em São Geraldo

Corrida por preços baixos começou de madrugada. Cliente relatou “selvageria” na disputa por carnes
sexta-feira, 29 de novembro de 2019
por Guilherme Alt (guilherme@avozdaserra.com.br)
Clientes fazem fila, junto com os carros, nas primeiras horas da manhã (Foto de leitor)
Clientes fazem fila, junto com os carros, nas primeiras horas da manhã (Foto de leitor)

Desde a última quarta-feira, 27, o trânsito no bairro São Geraldo e arredores deu um nó por conta de promoções de uma rede de supermercados. Nesta sexta-feira, 29, Black Friday (campanha coletiva de promoções no comércio), várias mercadorias são vendidas com preços reduzidos, o que atraiu muita gente desde as primeiras horas da manhã.

Vários leitores de A VOZ DA SERRA enviaram fotos de filas de carros na estrada de acesso ao bairro e uma grande aglomeração em diversas ruas, algumas até mesmo distantes. Nas imediações do supermercado, já havia fila de carros para estacionar desde as 5h. Ainda pela manhã, poucas horas depois da abertura das portas, a principal via de acesso ao bairro já registrava um enorme congestionamento.

 A cliente Lia Rodrigues  planejou a ida ao supermercado com cuidado, junto com a família, na última quarta-feira, quando foi realizada a Black Friday antecipada no setor de açougue da rede. Por volta das 5h30, Lia já estava no local. Apesar de terem encontrado facilidade para estacionar, a família notou que muitos clientes já estavam à espera da abertura das portas. Segundo Lia, o setor de carnes foi um dos mais procurados. “Imediatamente corri para pegar a senha do açougue. Mesmo assim, só consegui a de número 175. Eu preferi pegar produtos já embalados porque a fila do açougue era muito grande e, mesmo assim, demorou cerca de uma hora para que eu conseguisse pesar esses produtos. Estava bem desorganizada a fila para a pesagem e o mercado obviamente não estava comportando tanta gente no setor de açougue. Mas, de maneira geral, não foi uma experiência tão ruim quanto eu imaginei que seria. A picanha, o bacalhau e o frango foram os itens que mais valeram a pena”, relatou.

“Selvageria”

Outra cliente, que preferiu não se identificar, relatou empurra-empurra e o medo de confusão. “Quem acha que o ser humano evoluiu a tal ponto de não precisar caçar a própria comida, é porque nunca foi a esse mercado em dia de promoção. Não consigo descrever a reação das pessoas na última quarta-feira ao tentarem levar para casa um quilo de frango a R$ 3. Antes dos funcionários chegarem com os pacotes, já estavam todos à espreita. Sentidos apurados, olhares atentos. Ao menor indício de que o frango estava a caminho, já começavam a empurrar. Eram arranhões para todos os lados. Empurrões com mais força do que o necessário. Gritos para demarcar o território. Ou seja, algo próximo a selvageria. Ninguém se machucou, o que eu particularmente achei incrível, dadas as circunstâncias. E todo mundo conseguiu levar o tão cobiçado frango. Final feliz e possivelmente um natal com ceia mais farta para muitas famílias”, escreveu a cliente ao jornal.

Ônibus atrasados 

A direção da empresa de ônibus Faol informou nesta sexta-feira, 29, que diversas linhas ciruclaram durante todo o dia com atrasos de cerca de uma hora devido ao grande fluxo de veículos e baixa mobilidade no trânsito no bairro São Geraldo e no distrito de Conselheiro Paulino, onde a rede de supermercados possui uma filial. Pelo menos dez linhas tiveram a circulação prejudicada por conta do congestionamentos: as que ligam o Centro ao Parque Maria Maria Teresa, Riograndina, Maringá, Janela das Andorinhas, São Geraldo, Santa Bernadete, Solares, Nova Esperança e Rio Grande de Cima.

“É um atraso médio de 30 minutos no trajeto para os bairros e outros 30 minutos no retorno ao Centro. Na próxima viagem o ônibus já está uma hora atrasado. Não adianta colocar mais ônibus porque eles vão ficar presos no trânsito”, disse o diretor da empresa, Paulo Valente.

O que diz a prefeitura

Em nota, a Prefeitura de Nova Friburgo, por meio da Secretaria Municipal de Ordem e Mobilidade Urbana (Smomu), informou que agentes de trânsito atuaram durante todo o dia em todos os pontos que tiveram grande circulação de veículos em virtude da Black Friday.

 

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 74 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra

TAGS: