“Principal causa do câncer de pele é a exposição solar”, diz dermatologista

Mutirão no Posto de saúde do Suspiro realiza atendimentos e ação para prevenir a doença
sábado, 07 de dezembro de 2019
por Guilherme Alt (guilherme@avozdaserra.com.br)
(Fotos: Guilherme Alt)
(Fotos: Guilherme Alt)

O Posto de Saúde Silvio Henrique Braune (Suspiro) sedia neste sábado,7, um mutirão de saúde contra o câncer de pele. A Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) realiza o movimento de conscientização desde 2014 - é o chamado Dezembro Laranja, que faz parte da campanha nacional de prevenção à doença e aqui no município é realizado em parceria com a Subsecretaria de Atenção Básica.

A previsão é encerrar os atendimentos às 15 horas. Os organizadores pedem aos interessados que compareçam ao local com documentos pessoais como identidade, CPF, comprovante de residência e cartão do Sistema Único de Saúde (SUS). De acordo com Ariadna Heringer,  subsecretária de Atenção Básica, o foco do mutirão é orientar e prevenir a população quanto à doença. Até o final da ação, as pessoas poderão realizar pequenos procedimentos caso seja constatada uma lesão cancerígena.

“Queremos que as pessoas fiquem atentas aos sinais de lesões, pintas que possam indicar um possível câncer de pele. Mas, mais importante ainda é atuar na prevenção. Temos médicos dermatologistas aqui hoje que orientam e falam dos cuidados para prevenir a doença. Caso seja identificado uma lesão pré-cancerígena ou uma lesão cancerígena, o paciente é encaminhado para uma outra parte do posto onde ele inicia o tratamento. Temos salas equipadas para realizar pequenos procedimentos, retirar tecidos da pele e levar para a patologia. Caso não haja essa necessidade, é feita uma criocauterização para que o quadro não evolua”, explicou Ariadna, acrescentando ser importante ressaltar que o foco do mutirão são as lesões cancerígenas ou pré-cancerígenas. “Caso a pessoa venha aqui com uma verruga ou algo do tipo, não será aqui que ela será retirada”, alertou.

De acordo com médica dermatologista Solange Gonçalves, que comanda a ação, a principal causa das lesões cancerígenas é a exposição solar. “Todas essas pessoas estão com lesões pré-malignas ou malignas, causadas pelo sol. Por conta da nossa descendência europeia, o friburguense ele tem a pele mais clara, o que favorece o aparecimento do câncer. Aqui também já tivemos casos de muitos trabalhadores da zona rural com lesões em áreas que naturalmente ficam expostas, como braços e mãos”, disse ela, acrescentando que o mutirão transcorre sem problemas. “É legal ver que as pessoas vieram aqui para tirar dúvidas em relação ao câncer de pele, que é o propósito dessa ação e não para uma consulta dermatológica”, finalizou.

 

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 75 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra