Preso em Caxias acusado de trazer armas para o tráfico em Friburgo

Piloto da facção da Mangueira e do Tuiuti que expandiu atividades para a Região Serrana dava fuga a bandidos e também transportava drogas
quinta-feira, 08 de março de 2018
por Jornal A Voz da Serra
Armas e munições encontradas pela PM, em setembro, em uma padaria no Jardim Ouro Preto (Foto: Arquivo 11º BPM)
Armas e munições encontradas pela PM, em setembro, em uma padaria no Jardim Ouro Preto (Foto: Arquivo 11º BPM)

Um homem acusado de transportar drogas e armas do Rio para a cúpula do tráfico de drogas em Nova Friburgo foi preso na última terça-feira, 6, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, por policiais da Delegacia de Combate às Drogas (DCOD), em parceria com agentes do setor de inteligência da Delegacia Repressão a Crimes de Informática (DRCI).

De acordo com o delegado da DCOD, Felipe Lobato Curi, o homem é um dos responsáveis por incrementar o poderio bélico da organização criminosa atuante em Nova Friburgo, para onde teria levado dez pistolas automáticas e um fuzil AK-47. As investigações revelaram, ainda, que ele exercia a função de piloto de fuga da quadrilha e se passava por motorista profissional de serviço por aplicativo, a fim de disfarçar suas atividades criminosas.

A organização criminosa é oriunda das comunidades da Mangueira (foto) e Tuiuti, na Zona Norte do Rio, e, segundo o delegado, expandiu suas atividades criminosas para a Região Serrana, sobretudo Nova Friburgo, onde passou a controlar o tráfico local, praticando rotinas violentas do tráfico carioca.

Em setembro do ano passado, policiais militares do 11º BPM encontraram um fuzil AK 47 e um fuzil AR 15, além de projéteis calibre 5.56, calibre 7.62 AK 47 e calibre 7.62, carregadores de fuzil e pistolas e dez granadas na sobreloja de uma padaria no Jardim Ouro Preto, no distrito de Conselheiro Paulino. Durante a ação, um adolescente foi apreendido e três foram detidos, mas somente um rapaz de 21 anos permaneceu preso na 151ª DP por envolvimento direto com o tráfico. Os demais trabalhavam na padaria.

Aumentam apreensão de armas e drogas e confrontos

Em um ano, o número de apreensões de armas em Nova Friburgo aumentou 47%, segundo os dados do Instituto de Segurança Pública (ISP). Em 2017, a polícia apreendeu 96 armas na cidade, em sua maioria revólveres (43), espingardas (19) e pistolas (18). Foi a primeira vez que PM também retirou das mãos de criminosos dois fuzis no município. Em 2016, 67 armas foram apreendidas pela polícia.

O encontro de fuzis e até granadas na cidade deixou ainda mais em alerta o comando da PM, que já vinha observando uma mudança no comportamento de traficantes na cidade. Antes, os criminosos evitavam o confronto com os policiais, mas, de uns tempos para cá, começaram a enfrentar os agentes com armas pesadas. Para a polícia, o forte armamento usado pelo tráfico é indício de que grande quantidade de drogas pode estar sendo transportada para a cidade.

Na última sexta-feira, 2, outro morador de Caxias foi preso por policiais militares do 11º BPM transportando maconha da favela Nova Holanda, no Complexo da Maré, no Rio, para Friburgo, onde, segundo as investigações, revendia a droga há quatro meses. Com quatro tabletes de maconha grande e 19 menores, uma balança de precisão, material para endolação, um caderno com supostas anotações do tráfico, além de um celular, o rapaz foi detido por policiais militares do Serviço Reservado (P2) na Avenida Governador Roberto Silveira, em Duas Pedras, por volta das 23h. Ele foi preso e transferido para um presídio no Rio.

Em 2017, as apreensões de drogas também subiram em Nova Friburgo, segundo o ISP. A 151ª DP registrou 620 casos no ano passado, contra 465 em 2016 - um aumento de 33%. Quando se compara janeiro de 2017 com janeiro de 2018 (última planilha divulgada pelo ISP), percebe-se também que o aumento nas apreensões de entorpecentes continua este ano: 16% de crescimento.

Casa abandonada no Alto de Olaria era usada pelo tráfico
 

Na tarde desta quarta, 7, policiais militares encontraram três rádiotransmissores, bases para recarregar os aparelhos e dois fones de ouvido em uma casa abandonada que, segundo denúncia, era usada por traficantes no Alto de Olaria, em Nova Friburgo.

De acordo com a PM, agentes da Radiopatrulha foram acionados pelo Corpo de Bombeiros, que fora ao local para resgatar um cão que vivia em situação precária, sofrendo maus-tratos, no imóvel, na Rua Xingu. Ao chegarem ao local, os policiais apuraram se tratar de um imóvel usado por pessoas ligadas ao tráfico. Dentro da casa, encontraram os radiotransmissores. Ninguém foi preso. O animal foi resgatado pelos bombeiros.

À noite, também no Alto de Olaria, um adolescente de 17 anos foi apreendido por tráfico de drogas. Com ele, policiais militares encontraram sete papelotes de cocaína na Rua Francisco Nicolau, além de R$ 40. De acordo com a PM, agentes do Patrulhamento Tático Motorizado (Patamo) foram ao local, após denúncia, e tentaram a abordar o suspeito. Fizeram um cerco, mas o rapaz viu a viatura e tentou fugir. Ele foi detido e o material, apreendido. Acompanhado do responsável, o menor foi levado para a 151ª Delegacia de Polícia.

 

LEIA MAIS

Vítima de 28 anos sobreviveu a pelo menos 10 golpes, que atingiram pescoço, abdômen e pernas

Segundo o comandante do 11º BPM, não houve necessidade de aumento de efetivo no bairro

Suspeito de 32 é acusado de se envolver em brigas em casa noturna no bairro Ypu; veja outros casos de polícia

Publicidade
TAGS: Drogas | tráfico | crime