Prefeitura vai contratar nova empresa para recolher cavalos das ruas

Serviço realizado há anos conta com o apoio da população através de denúncias
sábado, 20 de julho de 2019
por Alerrandre Barros (alerrandre@avozdaserra.com.br)
Cavalo solto na rua em Friburgo (Foto:Henrique Pinheiro)
Cavalo solto na rua em Friburgo (Foto:Henrique Pinheiro)

O serviço de recolhimento e guarda temporária de animais de médio e grande porte apreendidos nas ruas de Nova Friburgo vai continuar. No próximo dia 29, a prefeitura realiza licitação para contratação de empresa que fará o serviço pelos próximos 12 meses. Atualmente, a RR Serviços Veterinários é responsável por recolher os animais abandonados das ruas. O contrato do governo municipal com a terceirizada termina em breve.

Poucas pessoas sabem, mas há anos o governo municipal faz o recolhimento e a guarda de cabritos, porcos, cavalos e bois que andam soltos por ruas e rodovias estaduais na área urbana do município. O objetivo é proteger a população e os próprios animais. Ao escaparem do cerco onde viviam, esses animais ficam em situação vulnerável e passam a oferecer riscos à comunidade, podendo causar acidentes. 

Segundo a subsecretária municipal do Bem-Estar Animal (Subea), Monique Malhard, o serviço vem sendo realizado pela RR Serviços Veterinários desde o ano passado. Cabe à empresa recolher os animais soltos nas ruas. O telefone para solicitar o recolhimento é (22) 2519-4510 ou 99829-8637. Os animais apreendidos são levados para um abrigo no distrito de Mury, onde recebem atendimento veterinário e alimentação. Eles ficam no espaço por no máximo 30 dias. O proprietário tem esse prazo para retirar o animal. Caso contrário, ele poderá ser doado. 

“A participação da população é muito importante no auxílio ao recolhimento desses animais. A liberação deles é feita pela Subea, bem como a microchipagem com a identificação dos tutores (donos dos animais). Se esse animal voltar a fugir do curral, for novamente apreendido por nós e estiver com sinais de maus-tratos, ele poderá ser diretamente encaminhado para adoção”, disse Monique Malhard.  

Abandono é crime

A maioria dos animais de grande porte apreendidos nas ruas de Nova Friburgo são cavalos. Em abril, A VOZ DA SERRA mostrou que um cavalo foi encontrado morto com uma corda amarrada ao pescoço após ser abandonado no bairro Cônego. Em fevereiro, outros dois também morreram asfixiados junto a uma árvore na Estrada Cascatinha-São Lourenço. As mortes vêm sendo investigadas pela 151ª DP. Abandono e maus tratos à animais é crime, conforme o artigo 32, da Lei de Crimes Ambientais 9.605/1998. A pena prevista é de detenção de três meses a um ano e multa.

O novo contrato a ser firmado pela Prefeitura de Nova Friburgo com a empresa que prestará o serviço de recolhimento e guarda dos animais prevê a implantação da cobrança de taxas para a retirada dos animais do abrigo e também pelos dias em que eles passarem no abrigo. Para Monique, essa medida, junto com a microchipagem, vai contribuir com a redução do abandono de animais nas ruas.

“Infelizmente muitos tutores de animais de grande porte acabam não tomando os cuidados necessários, que acabam provocando a fuga desses animais, que além de ficarem vulneráveis, passam a oferecer risco para população”, disse a subsecretária Monique Malhard.  

Gatos e cachorros

A Subea destacou também que a empresa só é responsável pelo recolhimento de animais de médio e grande porte. Animais de pequeno porte, como gatos e cachorros, também são resgatados pela subsecretaria, mas o serviço é realizado com o apoio de outros abrigos e grupos de proteção animal da cidade, que trabalham pela proteção e ainda fazem a doação dos bichos. A Subea recebe denúncias pelo telefone (22) 2525-9276, de segunda a sexta-feira, das 11h às 17h. 

 

LEIA MAIS

Protetora de animais feridos e maltratados pede ajuda para reformar casa e poder deixar galpão onde está morando com cães

Veterinários e ONG vão acompanhar de perto os animais durante o evento, que começa nesta quarta

São cerca de 40 animais vacinados, vermifugados e, se adultos, castrados

Publicidade
TAGS: pets