Policiais da Delegacia da Mulher encontram condenado no Rui Sanglard

Rapaz se envolveu com o tráfico e pegou sete anos de prisão em regime fechado
quinta-feira, 21 de março de 2019
por Jornal A Voz da Serra
Policiais da Delegacia da Mulher encontram condenado no Rui Sanglard

Um jovem de 24 anos foi preso por policiais civis nesta quarta-feira, 20, no Rui Sanglard, distrito de Conselheiro Paulino, em Nova Friburgo. Ele estava sendo procurado pela Justiça desde fevereiro, quando teve a prisão decretada por tráfico de drogas com envolvimento de menores.

De acordo com informações da Polícia Civil, o rapaz foi encontrado por volta das 17h40, na Rua José Poletti, no alto do morro. A prisão foi efetuada por agentes da Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam).

O jovem responde pelo crime desde 2017. Ele já havia sido condenado a sete anos de prisão pelo Tribunal de Justiça, mas recorreu da decisão. Em fevereiro passado, o caso foi julgado e a sentença mantida. O condenado foi encaminhado para um presídio no estado.

 

LEIA MAIS

Com a dupla foram encontrados drogas, celular e dinheiro

PM também encontra pés de maconha e armas em casas na Granja Spinelli

As ocorrências aconteceram na noite desta sexta-feira, 2, e resultaram também na apreensão de cocaína. Os detidos têm 21 e 40 anos de idade

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 74 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra