PM estoura laboratório de maconha na Mury-Lumiar

Casa era usada para cultivo da erva. Casal foi preso em flagrante
segunda-feira, 08 de julho de 2019
por Jornal A Voz da Serra
A droga era cultivada e preparada na casa. Operação foi motivada por uma denúncia anônima
A droga era cultivada e preparada na casa. Operação foi motivada por uma denúncia anônima

Policiais do 11ºBPM encontraram 81 pés de maconha em uma casa na localidade de Galdinópolis, no distrito de Lumiar. O imóvel era usado para o cultivo e preparação da erva para venda. Um homem e uma mulher foram presos em flagrante por tráfico de drogas. 

A ação ocorreu na última quinta-feira, 4, mas só foi divulgada pelo 11º BPM no sábado, 6. De acordo com a polícia, agentes da Radiopatrulha do batalhão foram ao imóvel, na estrada Mury-Lumiar, trecho da RJ-142 (Serramar), checar uma denúncia de cultivo e tráfico de maconha no local. 

Ao chegarem à casa e abordarem o casal, os policiais foram autorizados a entrar no imóvel e encontraram os 81 pés de maconha. Segundo os agentes, o local era usado com estufa para o cultivo da planta. Eles ainda relataram que a casa funcionava como um laboratório, onde a erva era desidratada para consumo.

Além dos pés de maconha, os PMs policiais encontraram dois potes com a erva seca. Diante do flagrante, a plantação e o material foram recolhidos e o casal foi levado para a 151ª DP. De acordo com a polícia, ele foram autuados por tráfico de drogas e permaneceram presos. 

LEIA MAIS

Homem, menor e mulher foram presos, num total de três operações

Em outra ação, dupla foi detida acusada de tráfico de drogas

Ações foram conduzidas por agentes da P2 e do Patamo

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 75 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra

TAGS: tráfico