Pezão anuncia pontes e passarelas no Bengalas

Governador inaugura obra e anuncia investimentos de R$ 22 milhões. Terceira etapa da canalização custará R$ 135 milhões
terça-feira, 15 de maio de 2018
por Dayane Emrich (dayane@avozdaserra.com.br)
A cerimônia de inauguração, com Pezão e o ministro das Cidades, Alexandre Balby, o terceiro (Foto: Henrique Pinheiro)
A cerimônia de inauguração, com Pezão e o ministro das Cidades, Alexandre Balby, o terceiro (Foto: Henrique Pinheiro)

O governador Luiz Fernando Pezão (PMDB) e o Ministro das Cidades, Alexandre Balby, estiveram em Nova Friburgo ontem, 14, para inaugurar as obras de canalização do Rio Bengalas. A solenidade aconteceu na nova academia ao ar livre, em Duas Pedras. Na ocasião, Pezão anunciou a construção de pontes e passarelas ao longo das margens do rio, orçadas em R$ 22 milhões.  

“Assinamos o convênio para a construção de quatro pontes e três passarelas ao longo do Bengalas. Com os R$ 22 milhões investidos vamos  gerar mais empregos” afirmou o governador destacando que ainda não há prazo para o início dos trabalhos: “Estamos com os projetos prontos, mas um processo de licitação nunca é rápido”. Pezão garantiu ainda que dará início às obras do Hospital do Câncer, na Ponte da Saudade, no próximo semestre.

Já o ministro das Cidades destacou a importância da continuidade das obras: “Essas novas passarelas e pontes vão permitir a revitalização e também uma melhor acessibilidade para a população que reside próximo ao rio”, disse ele. Ainda de acordo com Balby, outros R$ 135 milhões estão sendo negociados entre os governos estadual e federal para a terceira etapa das obras de canalização. “Estamos dialogando com o governador Pezão para que os projetos do estado possam ser encaminhados ao Ministério das Cidades. Queremos que eles sejam aprovados, para que o restante da canalização, revitalização, reurbanização ao longo de todo o trajeto do Bengalas sejam feitas”, afirmou.

Sobre a previsão para o início desta nova etapa, o ministro explicou que: “O governo do estado tem encaminhado os projetos à Caixa Econômica Federal para análise e enviada ao Ministério a solicitação e autorização. Já estamos em etapa final. Realizamos uma reunião hoje (ontem) para tratar de toda as obras que estejam passíveis de liberação ou paralisadas no estado do Rio de Janeiro”, destacou o governador.

Apesar da inauguração da obra, ainda há um trecho da Avenida Governador Roberto Silveira, próximo a garagem da Faol, que não recebeu calçadas e grades de proteção. Também faltam obras de canalização do Bengalas no trecho das avenidas Costa e Silva e Hans Gaiser. Pezão não esclareceu se esses dois trechos serão contemplados na terceira etapa das obras de canalização.

Também participaram da cerimônia de inauguração o prefeito Renato Bravo; o deputado federal, Sóstenes Cavalcante; o secretário estadual de Ambiente, Marco Aurélio Damato Porto; o presidente do Conselho Nacional da Suíça, Dominique de Buman; o presidente do Instituto Estadual de Ambiente (Inea), Marcos de Almeida Lima; e o representante do Consórcio Rio Bengalas, Paulo Cabral.

Sobre o projeto

Os trabalhos de controle de inundação e recuperação ambiental do Rio Bengalas foram realizados pelo Consórcio Rio Bengalas, formado pela EIT Engenharia e a Ferreira Guedes. Foram investidos R$ 195 milhões pelos governos estadual, por meio do Inea, e federal, com verbas do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

Paralisadas por diversas vezes, por causa da demora no pagamento de indenizações pelo estado às famílias que tiveram que desocupar suas casas às margens do rio,  a estimativa inicial era que os trabalhos fossem concluídos em abril de 2016, mas o prazo foi prorrogado para abril deste ano.

Entre as ações previstas, o projeto previa desassoreamento, dragagem e canalização do rio, o reflorestamento das margens e a urbanização do entorno, com a criação de ciclovia e áreas de lazer. O objetivo é evitar o transbordamento do rio, como aconteceu na tragédia de 2011.

 

LEIA MAIS

Intervenção é continuidade do trabalho iniciado em setembro pela prefeitura

População quer que futuro governador se comprometa a reiniciar e finalizar projeto

Clube espera iniciar recuperação do interior do imóvel com recursos da campanha lançada para sócios e não-sócios

Publicidade
TAGS: obra