Pedágios da RJ-116 ficam mais caros a partir de terça

Para carros de passeio, valor passará de R$ 5,40 para R$ 5,60
quinta-feira, 27 de julho de 2017
por Jornal A Voz da Serra
Foto de capa

A partir da próxima terça-feira, 1º de agosto, os motoristas que utilizam a RJ 116 -- no trecho que liga Itaboraí a Macuco, passando por Nova Friburgo -- terão que pagar mais caro para circular.  Isso porque começam a valer na data as novas tarifas de pedágio. Para carros de passeio, o valor passará de R$ 5,40 para R$ 5,60. O reajuste é anual e ordinário e faz parte do contrato de concessão estabelecido entre o governo do estado e a concessionária Rota 116 S/A. Os novos valores foram publicados pela Agetransp na última quinta-feira, 27, no Diário Oficial.

De acordo com a Rota 116, para caminhões e ônibus de até dois eixos a tarifa passa para R$11,20. Já para veículos de três a seis eixos o valor será de R$22,40 e acima de seis eixos será cobrada a tarifa básica multiplicada pelo número de eixos. Segundo a concessionária, o reajuste tem como objetivo dar continuidade às obras de melhorias ao longo dos 140 quilômetros de concessão da estrada. “O reajuste serve não só para manter o equilíbrio do contrato e podermos continuar a fazer a manutenção e prestar a assistência aos motoristas, como realizar melhorias na rodovia”, afirmou o superintendente geral da Concessionária, David Augusto Barbosa.

A Rota informou também que está duplicando a rodovia na área de Itaboraí, até o entroncamento com a BR 101, em Duques. Além disso, a concessionária explicou que vêm modernizando trevos e confluências ao longo da RJ 116 como, por exemplo, o realizado recentemente em Sambaetiba e no entroncamento com a RJ 122, em Cachoeiras de Macacu.

Ao todo, a RJ 116 tem quatro praças de pedágio, localizadas nos quilômetros 1,9 em Itaboraí; 48,8, em Cachoeiras de Macacu; 90,4 em Nova Friburgo e 122,3 em Cordeiro. Desde 2001 a Concessionária administra o trecho e oferece atendimento 24h por dia, serviços de inspeção, reboque de veículos leves e pesados, caminhões para apreensão de animais e de combate a focos de incêndio.

 

Publicidade
Agora Faz
TAGS: