Passageiros impedem micro ônibus de circular em protesto

Moradores do Sítio São Luiz reclamam de coletivo menor. Faol promete devolver ônibus maior
quarta-feira, 07 de fevereiro de 2018
por Alerrandre Barros
Foto de capa
Os manifestantes (Foto de leitor)

Moradores do Sítio São Luiz, no Cônego, impediram a saída de um micro-ônibus do loteamento, na noite desta terça-feira, 6, em protesto pelos atrasos da linha e o tamanho do coletivo que, segundo a comunidade, não comporta os passageiros, sobretudo nos horários de pico, na ida e volta do trabalho e da escola.

“O micro-ônibus veio superlotado do Centro. Em Olaria, um passageiro tentou entrar, mas não conseguiu. Os ânimos dos passageiros se exaltaram e, quando o ônibus chegou ao Sítio São Luiz, os moradores decidiram impedir o próximo coletivo de sair”, disse a vendedora Camila Pires.

O protesto aconteceu por volta das 19h30 no ponto final do loteamento. Cerca de 30 moradores participaram do ato. O ônibus só foi liberado depois das 21h40, quando a Faol enviou um ônibus maior para a localidade. O coletivo fez as duas últimas viagens previstas para a noite, mas, na manhã desta quarta-feira, 7, o micro-ônibus voltou a circular.

“Estamos falando com a Faol que o micro-ônibus não suporta a demanda nos horários de pico há algum tempo. Eles nos prometeram voltar com o ônibus maior depois da volta às aulas dos estudantes, mas isso não aconteceu. Alegam que estão trabalhando num projeto para melhoria, mas não podemos esperar”, afirmou Camila

“Podemos embarcar também na linha Cascatinha, mas, para isso, precisamos subir um morro muito alto. Não dá. Pagamos uma passagem cara (R$ 3,95). Eu já liguei várias vezes para reclamar dos atrasos, mas não adianta. Os moradores cansaram e podem impedir o ônibus de sair de novo se eles mantiverem o micro-ônibus”.

Em um manifesto assinado por moradores, a comunidade pede o retorno dos ônibus convencionais; maior oferta de horários (hoje é a cada 1h20); e o retorno do ponto de parada da linha na Estação Livre (antiga rodoviária urbana); e também o retorno do horário às 5h15, que não estaria circulando mais.

O diretor da Faol, Paulo Valente, explicou nesta quarta-feira, 7, que o ônibus convencional deveria estar circulando pelo loteamento, mas que uma falha operacional manteve o micro-ônibus na linha. “Houve uma falha na escala de serviço. Na volta às aulas, o carro grande já deveria estar circulando, mas já resolvemos o problema”.

Problema antigo

Essa não foi a primeira vez que moradores do Sítio São Luiz apreenderam um ônibus da Faol. Em fevereiro de 2016, como A VOZ DA SERRA noticiou, a comunidade impediu a saída do ônibus em protesto contra os atrasos e devido aos poucos horários de circulação da linha nos bairros. A manifestação foi pacífica e acompanhada pela PM.

LEIA MAIS

Serviços de substituição da sinalização na cidade começaram nesta segunda-feira

Valor ainda não foi definido, mas nova tarifa deve entrar em vigor em março

Objetivo é informar usuários sobre operação da linha; Amparo deve ser próxima região a receber novidade

Publicidade
Agora Faz
TAGS: Trânsito | Onibus | faol