A partir desta terça, prepare-se para o início do Ano do Porco

No horóscopo chinês, começa um período de mudanças, complicado, mas também de lições de amor e paciência
sábado, 29 de dezembro de 2018
por Ana Borges (ana.borges@avozdaserra.com.br)
A partir desta terça, prepare-se para o início do Ano do Porco

Um novo tempo se aproxima a partir desta terça-feira, 5 de fevereiro de 2019, com a entrada do Ano do Porco, de acordo com o Horóscopo Chinês. O Porco sairá de cena em 24 de janeiro de 2020, para dar passagem ao Ano do Rato. O elemento do Porco é a água e indica um período de muitas mudanças, após um processo de descontrole, decorrente da irritabilidade e inveja que predominaram neste ano que se encerra. A previsão é de um ano complicado, mas, também, de muitas lições de amor e paciência.

O Porco é o 12º e último signo do zodíaco chinês, fechando assim um ciclo de doze anos. Este será um período perfeito para fazer balanços e descansar, principalmente para aqueles que souberam aproveitar o potencial oferecido nesses últimos anos. O clima estará mais leve e com boas vibrações. A vontade de relaxar e deixar as coisas fluírem serão as tendências do ano, mais tranquilo e menos trabalho duro. Carpe diem!

Por outro lado, essa leveza e essa despreocupação poderão ter repercussões na vida profissional, por falta de impulso e de ambição, bem como nas finanças, por insistência em gastos desnecessários. É preciso lembrar que 2019 terá também seu lado mais estável, graças ao elemento Terra. Esta influência terrena corrigirá e consolidará planos que até então eram provisórios, no âmbito profissional ou em um ideal de vida.

A terra torna tudo aquilo que era temporário em algo durável, e o Porco faz a faxina: 2019 será marcado por uma coleta seletiva em todas as áreas da vida. Uma grande limpeza permitirá reconhecer o que é tóxico e ultrapassado. Essa faxina radical vai dar uma geral nas relações com parceiros, família, amigos e colegas.

Tempo de recarregar as energias, equilibrando meditação com saídas românticas, ou com planos em família e com amigos. Interesses materiais ou sociais poderão ficar em segundo plano, porque o mais importante será encerrar questões do passado, acabar com pendências e pagar as dívidas que tiver, sejam financeiras ou morais, sabendo que será o momento perfeito para perdoar e virar a página. Será hora de ponderar o que já foi realizado, de julgar os métodos e as estratégias utilizadas e, acima de tudo, de avaliar o que resta a ser feito.

Relaxe, mas, não dê chance para a preguiça. Aproveite para refletir com sinceridade sobre sua vida, não para dormir no ponto. A terra trará determinação, rigor e força moral para ir atrás das coisas. Não se acomode pensando que tem tempo de sobra. Embora o embalo de 2019 seja lento, você deverá se preparar para o próximo ciclo que começará em 2020, para não correr o risco de perder oportunidades.

Será também uma ótima oportunidade para fortalecer e criar laços profundos em suas relações, estendendo-as a longo prazo! Será, por fim, um bom ano para concluir projetos em andamento, mas fique atento: o ano do Porco não será ideal para iniciativas muito ousadas, que serão mais adequadas em 2020, o ano Rato, que também será o começo de um novo ciclo. Feliz 2019!

A previsão de Chico Xavier: “O fim da sociedade como a conhecemos”

Chico Xavier era uma personalidade famosa por seus dons mediúnicos, porém se restringia basicamente à comunicação com o mundo espiritual e não era habitual de suas conversas fazer previsões de qualquer espécie para o futuro. No entanto, algumas palavras de Chico Xavier podem causar alvoroço na sociedade por tratarem de acontecimentos em grande escala. Como suas palavras e textos sempre foram muito assertivos, algumas pessoas começam a se preocupar e discutir suas previsões para 2019, que podem ser conhecidas neste artigo.

A declaração de Chico Xavier que mais está gerando discussões veio de uma conversa com seu amigo Geraldo Lemos Neto, mais conhecido como Geraldinho. Segundo ele, o médium teria feito uma espécie de previsão que poderia ser interpretada por alguns como o fim da sociedade como a conhecemos, no ano de 2019.

Na verdade, as palavras de Chico Xavier se referem mais a um período de provação pela qual a humanidade passará ao longo de 50 anos, sendo encerrada em 2019, contradizendo a previsão de catástrofe interpretada por muitos. As palavras ditas por Chico, segundo Geraldo foram:

Nosso Senhor deliberou conceder uma moratória de 50 anos à sociedade terrena, a iniciar-se em 20 de julho de 1969, e, portanto, a findar-se em julho de 2019. Ordenou Jesus, então, que seus emissários celestes se empenhassem mais diretamente na manutenção da paz entre os povos e as nações terrestres, com a finalidade de colaborar para que nós ingressássemos mais rapidamente na comunidade planetária do Sistema Solar, como um mundo mais regenerado, ao final desse período.

…. Segundo a deliberação do Cristo, se, e somente se as nações terrenas, durante este período de 50 anos, aprendessem a arte do bom convívio e da fraternidade, evitando urna guerra de destruição nuclear, o mundo terrestre estaria enfim admitido na comunidade planetária do Sistema Solar como um mundo em regeneração. Nenhum de nós pode prever, Geraldinho, os avanços que se darão a partir dessa data de julho de 2019, se apenas soubermos defender a paz entre nossas nações mais desenvolvidas e cultas”.

Segundo o próprio Geraldo, essas são palavras que devem ser interpretadas com profundidade como uma espécie de chamado coletivo para que nos esforcemos em evoluir e buscar a paz nesse período transitório. Chico ainda fala sobre uma 3ª Guerra Mundial como uma possibilidade real:

Caso a humanidade encarnada decida seguir o infeliz caminho da III Guerra Mundial, uma guerra nuclear de consequências imprevisíveis e desastrosas, aí então a própria mãe Terra, sob os auspícios da Vida Maior, reagirá com violência imprevista pelos nossos homens de ciência. O homem começaria a III Guerra, mas quem iria terminá-la seriam as forças telúricas da natureza, da própria Terra cansada dos desmandos humanos”.

A Terra, cansada dos desmandos humanos, lançará sobre nós terremotos de enormes proporções, maremotos, tsunamis, explosões de vulcões já há muito extintos, degelos e tantos outros desastres que tornariam todo o Hemisfério Norte inabitável. E para o Brasil? O que está reservado?

Para saber mais, leia o artigo completo em www.wemystic.com.br.

 

Publicidade
TAGS: