Parque do Cão Sentado vai virar unidade de conservação

Proposta será submetida a consulta pública para mais contribuições da sociedade
sexta-feira, 06 de dezembro de 2019
por Jornal A Voz da Serra
O Cão Sentado (Arquivo AVS/Henrique Pinheiro)
O Cão Sentado (Arquivo AVS/Henrique Pinheiro)

A Prefeitura de Nova Friburgo, por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, realizou um estudo técnico para tornar a área pública do parque da Pedra do Cão Sentado, em Furnas do Catete, e todo o seu entorno, em uma unidade de conservação, dentro dos preceitos da legislação federal. O local abriga um dos principais símbolos do município, a Pedra do Cão Sentado, e possui pontos de interesse geológico em seus quase 69 hectares, com relevância científica, cultural, educativa, turística e ecológica para Nova Friburgo e região.

O objetivo do município com a iniciativa é proteger as características geoambientais do parque, com garantias de preservação regulamentadas. Entre as riquezas encontradas no sítio que justificam a criação de uma unidade de conservação, estão um conjunto de grutas ou matacões, formações rochosas, erosões e remanescentes florestais do bioma Mata Atlântica.

Todos esses aspectos estão relacionados no estudo que identificou a classificação de Proteção Integral de Monumento Natural como a ideal para essa região, dentro do que rege o Sistema Nacional de Unidades de Conservação (lei federal 9.985, de 2000). A categoria trata especificamente de lugares singulares, raros e de grande beleza cênica, permitindo diversas atividades de visitação.

"Primeiramente, trazemos legalidade para uma área já conhecida como parque, uma área verde de visitação e importante para a cidade como símbolo. Isso trará legalidade enquanto área de conservação, que antes não era. O benefício disso é que vai haver um gestor e um controle maior das atividades que podem ocorrer dentro do Parque do Cão Sentado. Sem dúvida nenhuma, a iniciativa passa pela necessidade de preservação e conservação para termos uma área verde como ponto turístico, que as pessoas vão preservar e zelar da melhor forma possível”, afirmou Vicente Cereja, subsecretário de Preservação, Licenciamento, Monitoramento e Controle Ambiental, da Secretaria Municipal de Meio Ambiente.

Ainda de acordo com Vicente, o estudo técnico da Secretaria Municipal de Meio Ambiente que vai embasar o processo administrativo para a criação do “Monumento Natural Pedra do Cão Sentado”, já foi apresentado ao Conselho Municipal de Meio Ambiente e ao Conselho Municipal de Turismo.

A próxima etapa será submeter a proposta a uma consulta pública para mais contribuições da sociedade. Um encontro aberto ao público já está agendado para o próximo dia 17, às 14h, no auditório do Centro Administrativo César Guinle, na Avenida Alberto Braune, 224, 2º andar.

“Sobre a consulta pública, é importante que a população esteja presente, pois é possível que a equipe que desenvolveu o projeto, embora seja extremamente qualificada, possa ter deixado de considerar algum ponto que poderá ser levantado pela sociedade. Em suma, todo o trabalho para a implementação da unidade de conservação será apresentado nesta consulta popular, visando a total transparência", completou Vicente Cereja.

Ele destaca ainda que, além da preservação, outro benefício para o município será referente ao ICMS Ecológico, conhecido como ICMS Verde, que prevê incentivos econômicos pela adoção de práticas ambientais.

Parque Cão Sentado

Considerado um dos pontos turísticos mais bonitos de Nova Friburgo e dono de uma das paisagens mais características da cidade, o Parque Pedra do Cão Sentado funciona de quinta-feira à domingo e aos feriados, das 9h às 17h.

Dentre as atividades mais procuradas pelos visitantes estão as trilhas, sendo que a distância da entrada do parque até o Mirante Cão Sentado é de 700 metros de extensão, com duração de aproximadamente 35 minutos, de onde se tem a vista de um cão sentado com 111 metros de altura. O circuito completo visitando todos os pontos turísticos tem distância de 2.140 metros de extensão.

 

LEIA MAIS

Osório Júnior Tardim já fazia parte do quadro da pasta desde 2010

Árvores também foram extraídas de uma área de aproximadamente três mil metros quadrados

Checagem será feita nas barreiras sanitárias a partir deste sábado. Código será emitido por empresas credenciadas

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 75 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra