Padaria no Paissandu produz 4 mil pães franceses todos os dias

Nutricionista desfaz mitos e explica que pão só engorda quando consumido em excesso
sábado, 07 de julho de 2018
por Paula Valviesse (paula@avozdaserra.com.br)
Padaria no Paissandu produz 4 mil pães franceses todos os dias

Em Nova Friburgo, uma das maiores padarias da cidade, a Superpão, no Paissandu, produz por dia quatro mil pães franceses, somando mais de 1,4 milhão de pãezinhos consumidos anualmente. Pelo levantamento do estabelecimento, o francês tradicional é o queridinho dos consumidores, seguido de perto pelas bisnaguinhas de leite, com três mil unidades por dia.

Conversamos com a nutricionista Cynthia Lamblet sobre os benefícios, indicações e até mesmo contra-indicação desse alimento tão popular e, claro, buscamos saber: “Pão engorda? Ele é de fato um vilão da dieta de emagrecimento ou pode ser consumido de forma orientada?”

Na dieta dos friburguenses têm destaque também os pães integrais. De acordo com a Superpão, a procura por esse tipo chega a 300 unidades por dia, no caso do pão francês. Já o pão de forma se divide em 200 pacotes do tradicional contra 30 do integral. E sobre essa questão da farinha branca e da integral, Cynthia, que é pós-graduada em Clínica Funcional e em Nutrição Esportiva e especialista em Gastronomia Saudável e Funcional, fala um pouco sobre a diferença e um alerta àqueles adeptos de produtos integrais:

“Os pães integrais certamente são mais nutritivos, possuem mais vitaminas e minerais, além de fibras, que são muito importantes para o funcionamento intestinal. Mas, devemos ficar atentos aos rótulos desses produtos integrais. Devemos sempre ler a relação de ingredientes de qualquer alimento que consumimos. Os ingredientes são sempre listados de forma decrescente, ou seja, do ingrediente que possui maior quantidade para o que estão em menor quantidade no produto. No caso dos pães integrais, é importante que a farinha integral seja o primeiro ingrediente relacionado nesta lista, aí sim ele será considerado um pão integral”.

Confira outras informações sobre o pão trazidas pela nutricionista:

Como o pão é visto na nutrição?

Nutricionalmente, o pão é uma fonte de carboidratos, que, assim como os outros dois macronutrientes (proteínas e gorduras), são vitais para o funcionamento do nosso organismo. A função primordial dos carboidratos é a de serem fontes alimentares para obtenção de energia. Mas eles também são responsáveis pelas funções metabólicas no organismo. Porém, devemos lembrar que, temos carboidratos disponíveis em outros alimentos que consumimos, como por exemplo: arroz, todos os tipos batatas e tubérculos em geral.

O pão é um alimento saudável?

Sim, e é um alimento saudável e importante para suprirmos as necessidades diárias de energia. Mas, para uma dieta saudável, sempre devemos preferir os pães que não contenham coberturas e recheios. Esses pães, geralmente, contêm muito açúcar refinado, no caso dos pães doces. E, nos pães salgados, podem conter uma quantidade demasiada de alimentos processados, como os embutidos, por exemplo.

Como é a dieta sem glúten?

O glúten é o resultado da combinação de duas proteínas: a gliadina e a glutenina. Ao se misturar a farinha com a água, por exemplo, a medida que a massa é trabalhada, as proteínas se aglomeram, formando o glúten, que é o que dá a elasticidade à massa dos pães. Além de ser encontrado nos grãos de trigo, a cevada e o centeio também possuem essa proteína. Já a aveia, não é um alimento que contém o glúten naturalmente. Mas, a maioria da aveia que consumimos no Brasil, é contaminada com o glúten, por ser armazenada em galpões onde produtos que possuem essa proteína também ficam armazenados. O glúten não é essencial ao organismo. No entanto, a eliminação total ou parcial dele só é recomendada após a identificação de uma alergia (conhecida com Doença Celíaca) ou de uma intolerância ao mesmo. E, essa retirada, só deve ser feita com a orientação de profissionais capacitados.

Quanto pães podemos consumir normalmente?

Isso vai depender de cada indivíduo. Sempre devemos levar em consideração o estilo de vida de cada um. Um indivíduo sedentário vai precisar consumir menos. Já um atleta, certamente, poderá ingerir mais quantidade. Um profissional nutricionista vai auxiliar nesta quantificação.

Pão engorda? Ele está entre os primeiros alimentos cortados da dieta quando a intenção é perder peso. Mas ele é de fato um vilão?

A maioria dos alimentos, quando consumidos em excesso, podem causar aumento do peso corporal. O pão vem sendo um alimento, preferencialmente, diminuído das dietas para emagrecimento, pois o seu consumo tem sido excessivo. Ele pode sim ser consumido de forma saudável, quando a quantidade é estimada de forma correta, atendendo às necessidades individuais de cada um.

 

Publicidade
TAGS: