Obra na Praça das Colônias para de novo

Construtora interrompeu serviços por falta de repasses. Prefeitura diz que reforma recomeça ainda este mês
sexta-feira, 12 de janeiro de 2018
por Alerrandre Barros
Foto de capa

Retomadas em agosto do ano passado, as obras de reforma da Praça das Colônias, no Suspiro, voltaram a ser paralisadas. Há semanas, moradores e trabalhadores que passam pelo local não vêem operários da construtora responsável pelos serviços no canteiro. A expectativa do governo municipal era entregar a praça revitalizada até o final de 2017, o que não aconteceu.

“Todos os dias passo em frente à praça e não vejo ninguém. Está parada há bastante tempo, o que é uma pena, tendo em vista, principalmente, que se trata de um bem público e de turismo, importante para os 200 anos de Nova Friburgo”, disse o aposentado Antônio Cardoso.  

Paralisadas várias vezes por conta da falta de repasses do governo federal, as obras para revitalização e ampliação da Praça das Colônias, inclui uma série de melhorias no local, entre elas, a construção de um novo telhado. Orçado em R$ 497.370,29, o projeto prevê ainda a reforma da cozinha, do restaurante e reparos nos banheiros, que terão adaptações para portadores de necessidades especiais. Está prevista também a construção de um depósito para uso do restaurante e a instalação de um sistema de captação de águas das chuvas nos telhados, inclusive na nova cobertura central. A água recolhida será reaproveitada para manutenção de jardins e limpeza.

A reforma faz parte de um convênio firmado entre o município e o Ministério do Turismo,‭ ‬intermediado pela Caixa Econômica Federal. As obras de reparo do local, realizadas pela Caledônia Construtora Ltda,‭ ‬empresa vencedora da licitação‭, começaram no início de junho de‭ ‬2015,‭ ‬mas foram interrompidas três meses depois.‭ ‬O ponto turístico deveria ter sido reaberto no início de 2016.

A Praça das Colônias foi afetada pelo deslizamento de uma encosta do morro do teleférico na catástrofe de 2011. Situada entre o Teatro Municipal Laercio Ventura e a capela de Santo Antônio, o local foi ‬criado para a divulgação da cultura das nações que participaram da colonização de Nova Friburgo‭.‭ ‬Há anos,‭ ‬o espaço tinha uma forte referência cultural,‭ ‬com diversas celebrações típicas dos povos colonizadores destacando costumes e tradições valorizados pelas colônias alemã,‭ ‬espanhola,‭ ‬portuguesa,‭ ‬suíça,‭ ‬húngara,‭ ‬austríaca,‭ ‬italiana,‭ ‬japonesa,‭ libanesa e pan-africana.

Em nota, a Secretaria Municipal de Obras informou nesta quarta-feira, 10, que devido a “problemas burocráticos” com a Caixa, responsável pelo repasse de verbas do Ministério do Turismo, a transferência do restante dos recursos sofreu um atraso. “Contudo, ressalta que o problema já foi sanado e a previsão é que ainda hoje, 10, a empresa receba o recurso e possa, em breve, dar início à retomada e finalização das obras”, diz a nota.

Já a Caixa informou que, dos R$ 496,8 mil, R$ 248,4 mil foram creditados até o momento. Do valor creditado, já foram desbloqueados R$ 189 mil para pagamento de execução das obras. "O contrato encontra-se em andamento, sendo que no dia 27 de dezembro de 2017 houve vistoria pela Caixa, atestando o percentual de 53,53% executado até aquela data. O saldo remanescente de R$ 43,2 mil é contrapartida da Prefeitura de Nova Friburgo. A liberação de recursos pelo ministério é feita em três parcelas: 50% para o início da obra, 30% quando o percentual de execução ultrapassa 50% e a terceira parcela quando o percentual de execução ultrapassa 80%. O valor bloqueado e não pago fica bloqueado na conta corrente do contrato. O desbloqueio é sempre limitado ao percentual de obras executadas e limitado aos valores liberados pelo ministério gestor".

LEIA MAIS

​Contenção de encosta foi interrompida após construtora contratada pela prefeitura atrasar pagamento de salário a trabalhadores

Esquema de pare-e-siga vai ser adotado para instalação de vigas de concreto no alargamento de duas pontes

Mulher teria tropeçado e caído na frente de carro em movimento

Publicidade
TAGS: obra