Mostra fotográfica recorda o Rio da década de 1970

Exposição do professor de artes do Ciep de Conselheiro Roberto Cuíca está em cartaz no Espaço Arp
terça-feira, 29 de outubro de 2019
por Jornal A Voz da Serra
Mostra fotográfica recorda o Rio da década de 1970

O professor de artes do Ciep Luiz Carlos Veronese, no distrito de Conselheiro Paulino, Roberto Cuíca, estreou esta semana sua mais nova exposição de fotografias, "Santa Teresa: Memórias, Sonhos e Reflexões", que retrata flagrantes de comportamento urbano, memórias e belos cenários do bairro Santa Teresa, na zona central da capital fluminense, captados na década de 1970. Os trabalhos estão em cartaz até o dia 30 de novembro na Curadoria.Art, no Espaço Arp, na Avenida Conselheiro Julius Arp, 80, no Paissandu, com entrada franca.

Roberto conta que a mostra fotográfica se traduz em uma crônica iconográfica livre e espontânea, que enriquece a história do bairro Santa Teresa. “Esse bairro sempre foi considerado uma cidade pequena, cercada por uma cidade grande, devido às suas diversidades culturais, sociais, étnicas, religiosas e artísticas. Com seu casario ao estilo do Rio Antigo e ladeiras sinuosas por onde passa o bonde é, sem dúvida, um dos mais pitorescos e bucólicos bairros do Rio de Janeiro”, observa Roberto que também é fundador e colaborador do Cineclube de Santa Teresa desde 1974.

O professor orgulha-se por colecionar vários registros da bucólica localidade carioca que abriga diversidades culturais, sociais, étnicas, religiosas e artísticas: sonhos e utopias dos grupos hippies, sambistas, intelectuais, artistas plásticos numa época de censura e repressão. “Santa Teresa atualmente é um espaço preferido de boemia, lazer e cultura com múltiplas exposições e apresentações de artistas de todas as áreas”, comenta Roberto. A exposição em Nova Friburgo é uma produção da RM - Escritório de Artes e conta com a curadoria de Alexandre Palma.  

 

LEIA MAIS

Naturalista autodidata Felipi Andrade mostra seu trabalho “Friburgo em Cores” na Usina Cultural

Espaço promove exposições, performances e a 1ª Feira de Sociobiodiversidade

Integrantes da Galeria KM7, de Friburgo, participam da mostra com performances

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 74 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra

TAGS: exposição