Moradores fazem mutirão de limpeza de loteamento em Amparo

Aproximadamente 200 quilos de lixo foram recolhidos em ação que também mapeou áreas de risco da região
segunda-feira, 28 de agosto de 2017
por Jornal A Voz da Serra
Foto de capa
Até o cãozinho posou para a foto oficial do mutirão (Fotos de divulgação)

 

 

 

O último domingo, 27, foi de mobilização entre os moradores do Loteamento Jardim do Éden, no distrito de Amparo. Organizada pela Associação dos Amigos e Moradores do Amparo-Assamam, o Núcleo de Defesa Civil Comunitária-NUPDEC e o Coletivo Vozes do Tiradentes, a ação - com o objetivo de conscientizar a população local - reuniu cerca de 50 voluntários, responsáveis por recolher aproximadamente 200 quilos de lixo.

Além do mutirão de limpeza, o NUPDEC aproveitou a data para fazer um mapeamento das áreas de risco da região. Antes das ações, entretanto, os moradores prepararam um café da manhã comunitário. Voluntários da Cruz Vermelha também apoiaram o evento disponibilizando serviços como medição de glicose e aferição de pressão arterial.

De acordo com um dos coordenadores do mutirão, Junior Schott, o evento superou todas as expectativas. “Fiquei impressionado com o antes e depois do processo de limpeza e a interação entre os moradores também foi muito positiva. Acredito que essa tomada de consciência local poderá trazer importantes benefícios para a vida da comunidade”, afirma ele. Segundo o presidente da Assamam, Aroildo Moraes, a atividade terá outras edições. “Esse mutirão será desenvolvido em outras comunidades da região, a exemplo do que foi feito na RJ-150, quando um grupo de moradores decidiu arregaçar as mangas para a realização da capina e limpeza da rodovia”, informa.

O resultado desse evento e das demais atividades comunitárias que vêm sendo realizadas em Amparo despertou a atenção de professores e pesquisadores da Teoria da Psicopolítica. Conjunto de projetos que foi capaz de gerar até um convite para participação no III Seminário Internacional, em Portugal.

“Começamos essa mobilização entre os moradores em janeiro deste ano, depois que nossa localidade sofreu com a falta de água. A partir daí, iniciamos ações que pudessem interromper essa violência verbal de que nada presta e tudo é culpa do governo, porque esse pensamento só afasta as pessoas e não gera melhorias. E o resultado tem sido cada vez mais surpreendente. Já realizamos diversos mutirões e temos eventos programados até o fim deste ano”, conta um dos idealizadores do Coletivo Vozes do Tiradentes, Evandro Rocha.

Evandro será o representante da comunidade no seminário. O pedagogo e morador do Tiradentes embarca para Portugal no próximo dia 10. O evento acontece entres os dias 12 a 15 de setembro, na Universidade do Porto.

 

LEIA MAIS

Cansados de esperar pelo poder público, eles arregaçam as mangas

O objetivo é arrecadar R$ 3 milhões até o dia 24 de setembro, prazo final, e mais de R$ 4 milhões até março de 2016. Prazo para negociação ​termina neste quinta, 24

As negociações podem ser feitas em relação a tributos municipais como IPTU, ISS, Alvará Anual e outros

Publicidade
Agora Faz
TAGS: mutirão