Moradores do Stucky querem de volta ponto de ônibus

Coletivos não param mais no Km 5,5 da RJ-142
quarta-feira, 08 de agosto de 2018
por Alerrandre Barros (alerrandre@avozdaserra.com.br)
Segundo a Faol, o trecho é sinuoso e não tem acostamento (Foto de leitora)
Segundo a Faol, o trecho é sinuoso e não tem acostamento (Foto de leitora)

Moradores do Stucky, no distrito de Mury, que utilizam a linha de ônibus 410, Centro-Vargem Alta (via Estrada das Flores) reclamam que os coletivos não estão mais parando para embarque e desembarque no ponto localizado na altura do quilômetro RJ-142, trecho que liga Mury e Lumiar. Outras linhas que passam pela estrada, porém, estariam parando no tal ponto, localizado após uma serraria, segundo alguns moradores da região.

“Os motoristas não param mais no ponto e dizem que é uma ordem da Faol. Estive na empresa e me confirmaram que nenhum ônibus vai parar mais naquele ponto. Como nós moradores vamos fazer? Os pontos mais próximos, antes e depois do quilômetro 5,5 ficam muito longe”, disse a doméstica Rosana Santos.

Além da linha Centro-Vargem Alta, as que ligam o Centro a São Pedro da Serra, Boa Esperança, Stucky, Rio Bonito e Galdinópolis também trafegam pela RJ-142. Estreita e cheia de curvas, a via tem poucos trechos com acostamentos e pontos de iluminação pública, o que torna perigoso o tráfego de veículos e também de pedestres que precisam atravessar as pistas.  

A empresa Friburgo Auto Ônibus (Faol) explicou que a parada dos coletivos para embarque e desembarque de passageiros no quilômetro 5,5 foi desativada no dia 8 de setembro de 2006, depois que um grave acidente ocorreu no local. Na época, uma vistoria da Faol com o Departamento de Estradas de Rodagem do estado (DER-RJ) indicou que era necessário construir um recuo no trecho, o que ainda não ocorreu, 12 anos depois.

“Alguns motoristas param no local, mas oficialmente, não é ponto de parada, devido aos riscos. O trecho fica numa curva”, disse o diretor da Faol, Paulo Valente.

A VOZ DA SERRA entrou em contato com DER-RJ que, por meio de nota, informou que não há previsão de construção de um acostamento naquele trecho. “No quilômetro 5, o órgão instalou um ponto de ônibus no sentido Lumiar. O DER-RJ tem realizado operações tapa buracos, de capina, e limpeza na região. Além de ter recuperado o pavimento na altura do quilômetro 10”, informou o órgão em nota.

LEIA MAIS

Aumento de R$ 0,27 na tarifa em 2017 foi feito para pagamento de propina a ex-governador, diz MP

Futuro governo pode tirar recursos do fundo de combate à pobreza para dar isenção nas passagens de estudantes

Em Niterói, suposto esquema de pagamento de propinas envolvendo ressarcimento às empresas levou à prisão de prefeito

Publicidade
TAGS: Trânsito