Moradores de Lumiar se queixam de acúmulo de lixo

EBMA e prefeitura afirmam que serviço de coleta segue normal na região
quarta-feira, 08 de maio de 2019
por Guilherme Alt (guilherme@avozdaserra.com.br)
Moradores de Lumiar se queixam de acúmulo de lixo

 

Em alguns pontos da rodovia RJ-142 (Nova Friburgo-Casimiro de Abreu) e da Rua Sete de Setembro, no distrito de Lumiar, o serviço de coleta de lixo, realizado em todo o município de Nova Friburgo pela Empresa Brasileira de Meio Ambiente (EBMA) tem deixado a desejar, segundo muitos moradores que procuraram a redação de A VOZ DA SERRA para denunciar o acúmulo de lixo em terrenos às margens da estrada e ao redor de lixeiras que não comportam a grande quantidade de dejetos e resíduos.

As informações foram confirmadas pela presidente da Associação de Moradores do distrito (Ama Lumiar), Sílvia Faltz. Segundo ela, a EBMA não estaria cumprindo o que determina o contrato de concessão da coleta de lixo domiciliar. “Temos em Lumiar uma coleta ainda muito precária. O contrato prevê que a coleta no distrito deve ser feita todos os dias e fins de semana, e nos feriados, duas vezes por dia, devido ao grande número de turistas que sempre visitam o distrito, mas isso não tem sido cumprido”, afirmou.

 Ainda de acordo com a presidente da associação de moradores, a instalação de lixeiras novas, o recolhimento diário do lixo doméstico, a coleta seletiva, assim como a manutenção das lixeiras, entre outros aspectos do contrato de concessão têm sido ignorados em Lumiar. “A única alteração até agora foi a tentativa de instalar um transbordo nas margens da Estrada Serramar, sem comunicação prévia aos moradores. Nós impedimos. Isso é uma falta de sensibilização ambiental”, resumiu Sílvia Faltz.

A VOZ DA SERRA entrou em contato com a EBMA para repercutir as queixas dos moradores de Lumiar e a empresa reafirmou que a coleta de lixo vem sendo realizada normalmente no distrito.

 

LEIA MAIS

Lixeira vive abarrotada de todo tipo de detritos

Leitores denunciam descarte irregular próximo à Igreja de São Bento Abade

Pessoas deixam de contratar serviço de aluguel de caçamba e remoção de entulhos, cujo preço gira em torno de R$ 200

Publicidade
TAGS: Lixo