Moradores de Campo do Coelho querem o "smart roça"

Programa Internet para Todos deve beneficiar distrito. Prefeitura estuda incluir outras localidades
segunda-feira, 03 de setembro de 2018
por Jornal A Voz da Serra
Moradores de Campo do Coelho querem o "smart roça"

Um encontro semana passada entre representantes da Secretaria Municipal de Ciência, Tecnologia, Inovação e Educação Profissionalizante e Superior e líderes comunitários de Campo do Coelho discutiu a implantação no distrito rural do programa federal "Internet para Todos", que visa levar conectividade para regiões remotas.

A reunião aconteceu na sede do Sindicato dos Agricultores Familiares de Nova Friburgo (Sindaf) e foi mobilizada pelo vereador Alcir Fonseca. Contou ainda com a presença de representantes da Conrural, Associação de Produtores de Barracão dos Mendes, Conquista e Rio Grande, entre outros líderes comunitários e produtores locais. Na ocasião, foram discutidas as etapas previstas para implantação do programa e esclarecidos diversos aspectos do convênio entre Prefeitura de Nova Friburgo, empresas provedoras locais e o governo federal. Alguns dos representantes comunitários declararam, em tom descontraído, desejarem ver realizado o sonho de viverem na "smart roça".

Segundo o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), no próximo mês será aberto o cadastro para empresas locais que tenham interesse em participar do programa. Já há empresas friburguenses com desejo de participar. Vale lembrar que a prefeitura vem estudando, junto às lideranças rurais, quais são as localidades que necessitam de acesso à internet e dialogando com provedores. Mais de 20 localidades do município foram incluídas no termo de convênio, como Salinas, Centenário de Salinas, Janela das Andorinhas, entre outras.

Os próximos passos agora dependem do MCTIC, que fará a formalização das solicitações levantadas pela prefeitura.

Sobre o "Internet para Todos"

O programa Internet para Todos tem por objetivo prover conexão às pessoas que vivem em localidades afastadas dos grandes centros. No Brasil, há mais de 30 mil localidades sem conexão ou com prestação inadequada de serviço de acesso à internet.

O Internet para Todos será implementado a partir de parcerias entre o MCTIC e municípios e executado por empresas credenciadas junto ao ministério. Para participar do programa, os municípios deverão firmar um termo de adesão com o MCTIC, no qual indicarão as localidades para atendimento. Esse termo define as obrigações do município, como a garantia de infraestrutura básica para a instalação dos equipamentos de conexão.

Os moradores das localidades indicadas pelos municípios terão a oportunidade de contratar serviços de conexão à internet oferecidos por empresas prestadoras de serviços de telecomunicações, que serão credenciadas pelo MCTIC a partir de janeiro de 2018. Essas empresas poderão prover elas mesmas os serviços ou trabalhar em parceria com provedores locais para a sua efetiva disponibilidade.

Publicidade
TAGS: