Montanha Cup abre inscrições para prova em abril

Prazo se encerra no dia 31. Logo após vem a 2ª edição do GP das Montanhas de Ciclismo, até Cachoeiras
quinta-feira, 07 de março de 2019
por Vinicius Gastin (esportes@avozdaserra.com.br)
Momento Montanha Cup e o campeão Tequinha: lembranças de edições que inspiram a prova em 2019
Momento Montanha Cup e o campeão Tequinha: lembranças de edições que inspiram a prova em 2019

Uma das mais tradicionais e importantes provas do ciclismo estadual, o Montanha Cup está com inscrições abertas e preparado para receber os atletas dos mais variados cantos do país. O prazo se encerra no dia 31 de março, e o procedimento pode ser feito através do site www.montanhasports.com.br.

A largada no dia 7 de abril está marcada para 9h30, distribuída por pelotão, com um minuto de intervalo entre os mesmos, na praça principal de São Pedro da Serra.

Todos os inscritos nesta edição do Montanha Cup terão direito a um kit com o numeral para a bike, camisa do evento e brindes. O material deve ser retirado na Escola Municipal de São Pedro da Serra na véspera da prova, dia 6 de abril, das 19h as 22h, e no dia do evento, das 07h30 às 9h horas. A organização é da Montanha Sports, sob comando de Orlando Miele. Seguindo a tradição de mais de uma década, o Montanha Cup abre a temporada de provas do calendário do ciclismo municipal, e com o sucesso das edições, transformou-se em um dos principais encontros da modalidade no país.

O evento é dividido em diversas categorias e contempla participantes dos 15 aos 67 anos. De acordo com a organização, os atletas de alto nível devem concluir a prova em no máximo duas horas e 30 minutos, enquanto os amadores podem chegar até seis horas de prova. Como premiação para o vencedores são oferecidos troféus para os cinco primeiros colocados de cada uma das categorias, além de valores em dinheiro, que variam de R$ 100 a R$ 500.

As categorias com percurso cronometrado terão o tempo reduzido para cerca de 70% da distância. Quem deseja apenas curtir o percurso do Montanha Cup sem a disputa das colocações pode participar das categorias Masculino Turismo e Feminino Turismo. O objetivo é proporcionar aos bikers a possibilidade de passear e desfrutar da mesma estrutura, porém sem a pressão da competição. A categoria não terá pódio, exatamente por não se tratar de competição, mas todos os que completam a prova recebem medalhas de finisher.

Segundo o regulamento, tão logo a equipe de cronometragem apure os resultados finais com os oito primeiros colocados de cada categoria, são anunciados e afixados para avaliação dos atletas interessados. A partir de então, fica aberto o prazo de 15 minutos para recursos contra o resultado.

A ideia de realizar o Montanha Cup surgiu através do cirurgião-dentista Orlando Miele Júnior, apaixonado pelo esporte. Na primeira edição, apenas com o apoio da Prefeitura, contou com 150 atletas, algo inédito no estado. O sucesso do evento motivou a realização de mais edições no mesmo ano, e em 2017, além de Nova Friburgo, Petrópolis e Teresópolis também contaram com a prova. A estrutura é preparada com planejamento e antecedência: toda a sinalização é feita na véspera, e as orientações direcionam o percurso. Em 2018, a prova teve largada, chegada e premiação no distrito de Lumiar, com um percurso total de 44 quilômetros.

Outras provas

Logo depois do Montanha Cup, o calendário do Montanha Cup prevê a 2ª edição do GP das Montanhas de Ciclismo, realizada na serra que liga Nova Friburgo a Cachoeiras de Macacu. O evento faz parte das comemorações pelo aniversário do município, e vai acontecer no dia 19 de maio.

Em 2018, o ponto de chegada foi no km 65, em Teodoro de Oliveira, em prova concluída no tempo aproximado de 1h30. Todos os que completaram a prova receberam medalhas, e os cinco primeiros colocados foram condecorados com troféus de participação.

Outro evento consolidado, confirmado para o dia 18 de agosto, o “Route MTB Fribourg” consta no calendário oficial de eventos da Festa Suíça. O objetivo da prova é relembrar e celebrar os pioneiros do ciclismo em Nova Friburgo, com largada na Queijaria Suíça, na RJ-130 (Nova Friburgo-Teresópolis), altura de Conquista. Na edição do ano passado, o Route MTB reuniu 170 atletas para um percurso de 68 quilômetros, com 2.182 metros de altimetria acumulada.

A prova é inspirada nos colonizadores suíços, e pode se tornar espelho para incentivar o uso das bicicletas. No país europeu, em regiões como Genebra, por exemplo, o número de ciclistas aumenta, em média, 70% a cada cinco anos. A bicicleta chegou a Nova Friburgo no final do século 19, e era considerada elemento de modernidade.

Eduardo Salusse, de tradicional família da cidade, criou em 9 de abril de 1899, o Bicyclette Club Friburguense, destinado a competições de bicicleta, com prêmios como medalhas de ouro, prata, bronze e caixas de champanhe. Quando os ciclistas friburguenses participavam de torneios fora da cidade e retornavam como vitoriosos, eram recebidos com grande festa pela população, que os acompanhava até as suas residências com saudações ao longo do trajeto.

LEIA MAIS

Percurso de Cachoeiras a Theodoro de Oliveira tem duração máxima de cinco horas e inclinação de 4% é desafio

A atividade ainda será regulamentada com a criação e sinalização de trilhas e circuitos

Prova reuniu centenas de ciclistas e foi um verdadeiro sucesso em São Pedro da Serra

Publicidade
TAGS: ciclismo