Mestre Anderson França promove aulão em Friburgo nesta sexta

Evento começa às 19h em academia no Cordoeira; treinador deve passar 4 semanas na terrinha
sexta-feira, 15 de fevereiro de 2019
por Vinicius Gastin (esportes@avozdaserra.com.br)
Anderson França visita Nova Friburgo antes de iniciar novo camp com Amanda e acompanhar Edson Barboza
Anderson França visita Nova Friburgo antes de iniciar novo camp com Amanda e acompanhar Edson Barboza

Cada vez mais consolidado como um dos grandes treinadores no mundo do MMA, Anderson França passa mais tempo nos EUA do que em Nova Friburgo. Por esse motivo, todas as visitas do mestre friburguense ao município são bastante concorridas, não só para diminuir a saudade de familiares e amigos, como também para extrair algum tipo de ensinamento ou experiência.

Exatamente com o objetivo de reunir o máximo de pessoas possível, Anderson França promove, nesta sexta-feira, 15, uma aulão na Academia Fight Co, no Cordoeira. O evento começa às 19h.

 “Provavelmente ficarei quatro semanas em Nova Friburgo, e retorno para os EUA para começarmos o camp da Amanda e fazer a luta do Edson (no final de março). Vamos juntar todos os meus alunos nesta sexta, pois quero abraçar a todos.”

Dentre os trabalhos mais recentes de sucesso de Anderson está a preparação de Amanda Nunes. No final do ano passado, a brasileira nocauteou a compatriota Cris Cyborg, em apenas 51 segundos, pelo UFC 232, e além de campeã do peso-galo conquistou o inédito segundo cinturão da organização, o da categoria pena.

Depois de Frankie Edgard, Chris Weidman (responsável por destruir o reinado de Anderson Silva no Ultimate), Vitor Belfort e outros, o mestre friburguense passou a integrar a equipe American Top Team, nos EUA, e a morar no país norte-americano, fazendo parte do camp da brasileira para a maior luta de MMA feminino de todos os tempos. Amanda, inclusive, rasgou elogios ao trabalho de Anderson na entrevista após a vitória:

“Ele chegava com as fotos, explicando, e eu perguntava o que era. Eu dizia que era “maluco”, mas um “maluco” que me ajudou a ser inteligente. O Anderson França é um cara bom, inteligente pra caramba. Meu professor de stricker é um fenômeno.”

Responsável por formar Edson Barboza e Marlon Moraes, friburguenses que hoje brilham no UFC, o mestre de muay thai entrou para a história também do MMA feminino. Em entrevista recente ao A VOZ DA SERRA, o agora morador dos EUA falou sobre a adaptação ao novo país e o trabalho realizado.

 “A minha adaptação aqui foi melhor do que eu esperava. Fui muito bem recebido por toda a equipe da American Top Team. Isso com certeza foi fundamental para que eu alcançasse os resultados que tenho alcançado. Trabalho de segunda a sábado com vários atletas, priorizando os que estão com luta marcada. Com alguns lutadores tenho contato mais dentro da academia, com outros já criei uma amizade maior, e isso foi essencial nessa fase inicial. Fica a saudade da família e dos meus alunos no Brasil, mas isso a gente administra. Tenho trabalhado com grandes nomes do MMA, dentre eles Nina Ansaroff, Renato Moicano, Pedro Munhoz, John Lineker, Renan Barão, Thiago Pitbull, Philipe Lins, Mara Borelo, Junior Cigano, Tony Martin, Kayla Harrison e outros.”

LEIA MAIS

Friburguense mostra garra, mas acaba sendo nocauteado por Cejudo no terceiro assalto

Responda ao quiz e mostre que está preparado para a luta deste sábado

Nos bastidores da grande luta deste sábado, algumas histórias do “Marlinho” contadas por amigos e por seus pais

Publicidade
TAGS: UFC