Membros da CPI da Saúde são impedidos de entrar na cozinha do Raul Sertã

Prefeitura informou que só tomou conhecimento após o ocorrido e que não determinou a medida
quinta-feira, 11 de abril de 2019
por Paula Valviesse (paula@avozdaserra.com.br)
Membros da CPI da Saúde são impedidos de entrar na cozinha do Raul Sertã

Os vereadores Johnny Maycon (PRB), Zezinho do Caminhão (PSB), Márcio Damazio (DEM) e Alcir Fonseca (PP), que integram a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga supostas irregularidades em contratos firmados entre a Prefeitura de Nova Friburgo e a empresa Global Trade Indústria de Alimentação, foram impedidos de visitar as instalações da cozinha do Hospital Municipal Raul Sertã nesta quarta-feira, 10.

Segundo o presidente da CPI, vereador Johnny Maycon, foi marcada para esse dia nova fiscalização das estruturas da cozinha, mas ao chegarem ao local, os vereadores foram informados que não poderiam ter acesso às instalações, por ordem do proprietário da empresa Global.

“Chegamos ao hospital para uma diligência na cozinha, mas encontramos algumas dificuldades. O proprietário da empresa investigada, por telefone, proibiu o nosso acesso, mesmo tratando-se de um uma unidade pública de saúde. Também não fomos permitidos a ter acesso a qualquer tipo de documento. Foi uma situação muito constrangedora”, conta o parlamentar.

Sobre a situação relatada pelo presidente, a secretária de Saúde, Tânia Trilha, foi procurada e informou que só tomou conhecimento após o ocorrido. Ela ainda afirmou que não partiu da secretaria a determinação de impedir os vereadores de realizarem a visita: “A cozinha da unidade é terceirizada e todas as dependências do hospital são franqueadas à visitas dos parlamentares, que podem ter acesso ao local no momento que quiserem”, reiterou a secretária. A empresa Global também foi procurada por meio do seu endereço eletrônico, mas não emitiu posicionamento até a atualização desta notícia.

Comissão fez visita surpresa no hospital em dezembro

A CPI foi instaurada pela Câmara de Vereadores no ano passado para investigar supostas irregularidades em contratos emergenciais para o fornecimento de alimentação aos funcionários, pacientes e acompanhantes do Hospital Municipal Raul Sertã. Além dos parlamentares que estiveram na unidade de saúde nesta quarta-feira, o vereador Carlinhos do Kiko também é um dos membros, mas não pode comparecer à visita, tendo justificado compromissos previamente agendados.

Atualmente a comissão está na fase de depoimentos, mas mantém a possibilidade de visitas para fiscalização. Em dezembro do ano passado, os membros fizeram a primeira batida surpresa nas instalações da cozinha do hospital, na ocasião, segundo o vereador Johnny Maycon, foram feitas fotos e um relatório sobre as condições encontradas no local, que estarão no processo investigativo.

 

LEIA MAIS

Órgão quer que prefeitura envie o edital para análise de seus conselheiros. Propostas seriam entregues semana que vem

“Ex-secretária de Saúde Tânia Trilha sabia do problema e não fez nada”, denuncia presidente da Comissão de Saúde, vereador Wellington Moreira

Início das obras já está confirmado; prefeitura vai contratar pedreiros da cidade

Publicidade
TAGS: saúde | Governo