Master do Friburguense é campeão da Copa do Mundo de Futebol Amador

A conquista dos atletas acima dos 50 anos aconteceu de forma invicta
sábado, 07 de dezembro de 2019
por Jornal A Voz da Serra
Friburguense leva a taça com 100% de aproveitamento e destaques individuais
Friburguense leva a taça com 100% de aproveitamento e destaques individuais

Campeão da Série B1 no futebol profissional, penta estadual no Futebol de Mesa e, agora, campeão Copa do Mundo de Futebol Amador na categoria Master: esse 2019 vai ficar na história do Friburguense.

A conquista dos atletas acima dos 50 anos aconteceu de forma indiscutível, invicta, com direito a craque, artilheiro e goleiro menos vazado da competição. A vítima final do Tricolor da Serra foi o Real Mangaratiba, em partida realizada na noite da última quinta-feira, 5, no CFZ, no Rio de Janeiro. A vitória por 3x0 consolidou a campanha impecável, e deu ao Frizão o direito de erguer a taça da sexta edição da Copa do Mundo de Futebol Amador.

O primeiro gol foi marcado logo aos dois minutos do primeiro tempo, por Cláudio Henrique, em belo chute no rebote da zaga. Ainda na etapa inicial, aos 29, o artilheiro Jamilton recebeu com liberdade, e bateu tirando do goleiro para ampliar. O terceiro e último gol foi anotado logo aos seis minutos do segundo tempo por Chico, após bela trama pela esquerda.

“Só tenho a agradecer ao Siqueira (gerente de futebol do Friburguense) por nos apoiar nessa jornada vitoriosa, e também aos jogadores pelo empenho, pela união e comprometimento. Não posso esquecer da nossa comissão técnica, com o Carlinho e o Paulo Sérgio. Eles se desdobraram, e foram técnicos, massagistas, roupeiros e conselheiros nesses dias de confinamento. Muito obrigado a todos que participaram e torceram por essa conquista”, resume Luís Paulo Mussi, coordenador da equipe.

Na primeira fase o Tricolor da Serra fez um total de três partidas e conseguiu avançar com 100% de aproveitamento: venceu o Amizade – campeão da edição passada - pelo placar de 2x0 no jogo de estreia, e bateu os argentinos Bora e José Marmol por 2x1 e 2x0, respectivamente. Nas semifinais, o adversário foi o argentino Costa Esmeralda, e o Frizão venceu pelo placar de 1x0.

Além do título, o Friburguense também teve o artilheiro da competição, Jamilton, com quatro gols, e o goleiro menos vazado, Carlinho, vencido em apenas uma oportunidade. Jardel foi eleito o craque da competição.

A equipe

Coordenado por Luís Paulo Mussi, o time master do Friburguense é formado por um grupo de 19 jogadores acima de 50 anos. Todos jogavam contra ou na mesma equipe, e então resolveram se reunir há alguns anos. Desde então, se reúnem pelo menos duas três vezes por mês se reúnem, promovem jogos e participam de alguns campeonatos.

Muitos passaram pelas divisões de base do Tricolor da Serra, mas não conseguiram se profissionalizar e preferiram o estudo para seguir carreira em outras profissões.

 A Copa

O campeonato foi dividido em duas modalidades esportivas: Futebol de Campo e Futebol Society, disputadas nas categorias Livre (jogadores inscritos, que sejam amadores, com mais de 18 anos e sem limite de idade), Master (jogadores inscritos, que sejam amadores, com idade base de 38 anos completos ou mais), Super Master (jogadores inscritos, que sejam amadores, com idade base de 48 anos completos ou mais) e Premium (jogadores inscritos, que sejam amadores, com idade base de 55 anos completos ou mais).

Todas as partidas foram realizadas no Centro de Futebol Zico (Recreio dos Bandeirantes) e nas dependências do Clube da Aeronáutica (Barra da Tijuca), sendo que cada equipe jogou dentro do seu grupo. No caso do Futebol de Campo, as partidas tiveram 30 minutos de duração em cada tempo, com cinco de intervalo para hidratação. No Futebol Society foram dois tempos de 20 minutos, também com a pausa para hidratação.

No Futebol de Campo a premiação contou com troféu e mais 25 medalhas douradas para o primeiro e segundo colocados, enquanto o terceiro e quarto lugares ganharam troféus. O Artilheiro, Melhor Goleiro e Melhor jogador também serão premiados. No caso do Society, houve uma pequena diferença apenas na quantidade de medalhas: foram 15 douradas e outras 15 prateadas.

Campanha do Frizão - 1ª Fase:
Amizade 0x2 Friburguense
Bora 1x2 Friburguense
Friburguense 2x0 José Marmol

Semifinal:
Friburguense 1x0 Costa Esmeralda

Final:
Friburguense 3x0 Real Mangaratiba

  • Tricolor da Serra fez grande campanha no Rio de Janeiro, coroada com a conquista

    Tricolor da Serra fez grande campanha no Rio de Janeiro, coroada com a conquista

  • Participação foi a primeira do time máster em uma competição internacional

    Participação foi a primeira do time máster em uma competição internacional

  • Jogadores se divertem com a taça: título internacional na primeira participação neste tipo de campeonato

    Jogadores se divertem com a taça: título internacional na primeira participação neste tipo de campeonato

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 75 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra