Marca de progresso

terça-feira, 08 de maio de 2018
por Jornal A Voz da Serra

 MAIS UMA vez Nova Friburgo estará sendo exibida e observada por compradores de moda do Brasil e do exterior, durante a Fevest 2018, palco da maior feira de moda íntima do Rio de Janeiro, e uma das maiores do país. No mês de julho, de 4 a 8, empresas friburguenses do polo de moda íntima, estarão divulgando o que existe de melhor na “capital da moda íntima”.

       A PARTICIPAÇÃO de inúmeras empresas, fornecedores e entidades ligadas ao setor demonstra que Nova Friburgo tem se mantido na liderança da comercialização da moda íntima, com sucesso inclusive em muitos países em todos os continentes. O evento é resultado da qualidade do produto friburguense e da competitividade de seus empreendedores.

       A CRISE financeira que retrai o comércio, além  das dificuldades estruturais do país, não tiraram o ânimo dos empresários e seus organizadores estão otimistas. O mercado interno brasileiro ainda mantém vigor para consumir o que vem sendo produzido no país, embora com algumas dificuldades. E Nova Friburgo responde à crise com mais esta mostra da produção.

       CENTENAS de outras empresas, formais e informais que compõem o parque fabril friburguense não participam do evento, porém, mantêm um grande volume de vendas aos compradores internos e uma extensa rede de sacoleiras. Melhor preço e a qualidade dos produtos garantem a presença diária de muitos compradores na cidade, movimentando a indústria da moda íntima local.

       EM MEIO A tantas incertezas econômicas no país, vale ressaltar a atuação das empresas friburguenses. Micros e pequenos empresários constituem um forte setor na economia do município e estão conseguindo superar a crise econômica atual, salvando negócios e empregos. 

OS NÚMEROS do setor de moda íntima de Nova Friburgo são expressivos e devem merecer uma atenção dos governantes para evitar a expansão da informalidade, além de oferecer condições reais de crescimento, adotando uma política tributária mais favorável ao empreendedorismo.  

       TAMBÉM É de se registrar a força do turismo de negócios, que proporciona à rede hoteleira da cidade uma boa movimentação, sem falar na já consagrada gastronomia friburguense. Está provado que a relação entre turismo e negócios trás bons resultados à economia e a Fevest é um momento marcante para que tais setores não percam a integralidade. Ganha a Fevest, ganha Nova Friburgo. Que seja assim para além do ano do nosso bicentenário. 

Publicidade
Agora Faz
TAGS: