Mão dupla em toda a Augusto Spinelli será adotada em 15 dias

Sinais já estão sendo instalados na esquina da Monte Líbano; medida deve aumentar tráfego pelas Braunes
sexta-feira, 10 de janeiro de 2020
por Adriana Oliveira (aoliveira@avozdaserra.com.br)
Os sinais já instalados na Monte Líbano com Augusto Spinelli (Fotos: PMNF)
Os sinais já instalados na Monte Líbano com Augusto Spinelli (Fotos: PMNF)

Semáforos já estão sendo instalados na esquina da Rua Monte Líbano com a Augusto Spinelli, que em 15 dias deve ganhar mão dupla no trecho até a Farinha Filho.

A alteração no trânsito, planejada há meses, visa a  oferecer alternativas aos friburguenses para desafogar o tráfego em vias de maior movimento, principalmente nos horários de pico. Segundo a Prefeitura de Nova Friburgo, por enquanto não há previsão de mudança de mão na Rua Monsenhor José Antônio Teixeira (antiga São João) nem de mão dupla na Monte Líbano.

A mão dupla pretende facilitar o acesso às Braunes e desafogar o eixo do Paissandu. De acordo com a Smomu, já foi feito um estudo técnico prévio utilizado com base para essa mudança. É esperada a redução do fluxo de veículos na Rua Farinha Filho e na Praça Dermeval Barbosa Moreira, dando maior fluidez ao tráfego no Centro da cidade.

Segundo o secretário de Ordem e Mobilidade Urbana (Smomu), Marques Henriques, a mudança será testada por 90 dias, podendo, ao fim desse prazo, ser adotada de forma permanente. 

Via Alternativa

O prolongamento da mão dupla na Rua Augusto Spinelli é um desdobramento do projeto já implantado há cerca de dois anos denominado Via Alternativa. Ele permite que os motoristas que vêm da Chácara do Paraíso em direção ao Centropossam chegar à Praça Getúlio Vargas e à Avenida Alberto Braune sem passar pelo eixo rodoviário da RJ-116. Ao acessarem a via alternativa na Avenida Euterpe Friburguense (em contramão ao fluxo numa faixa exclusiva), esses motoristas podem seguir pelas ruas Professor Freze, Praça 1º de março (bairro Vilage), Carlos Éboli e Augusto Spinelli até a Rua Farinha Filho. Com o prolongamento da mão dupla, poderá se chegar às Braunes sem passar pelo eixo rodoviário e as praças Getúlio Vargas e Dermeval Barbosa Moreira. Das Braunes, é possível acessar o Paissandu via Catarcione, e de lá chegar mais rapidamente ao Centro ou a bairros como Olaria e Cônego.

Faixa de pedestres elevada

Além disso, como já antecipou A VOZ DA SERRA, o cruzamento da Rua Augusto Spinelli com a Rua Monsenhor Miranda, junto ao Colégio Nossa Senhora das Dores,  deverá ganhar em breve um "traffic calming" (passarela de pedestres elevada). A informação foi dada pela prefeitura em resposta à reclamação de um leitor de A VOZ DA SERRA, morador das proximidades.

Segundo ele, desde que a mão dupla foi adotada na Augusto Spinelli, a travessia da Monsenhor Miranda se tornou um perigo. "Os veículos passam em alta velocidade e não respeitam a faixa de pedestres. Já ocorreram algumas colisões, e atropelamentos quase já aconteceram. Os moradores da Monsenhor Miranda e os alunos do Colégio Nossa Senhora das Dores estão correndo risco de vida ao se aventurarem ao atravessar a rua", escreveu.

Esse tipo de redutor de velocidade faz parte das ações da prefeitura para dar mais facilidade e segurança nas travessias e, consequentemente, inibir o excesso de velocidade em Friburgo, desde abril de 2018. Só na General Osório, rua que concentra diversas escolas, clínicas médicas e hospitais já foram instalados quatro "traffic calmings" (foto). A Avenida Conselheiro Julius Arp também tem duas faixas de pedestres elevadas. A Avenida Euterpe Friburguense também está nos planos da prefeitura. Olaria também já foi contemplada.

As faixas "traffic calming" são construídas ligeiramente acima do nível do pavimento da via, na altura da calçada, e ocupam toda a largura das faixas de rolamento. Além de ser menos prejudicial para o sistema de suspensão do veículo, o redutor proporciona mais facilidade e segurança para travessia de crianças, idosos e portadores de necessidades especiais.

 

LEIA MAIS

Novo prazo será para condutores com menos de 50 anos de idade. Regras começam a valer em 180 dias

Projeto de indicação legislativa foi aprovado por unanimidade. Agora prefeito tem que sugerir a lei

Foi construído muro em gabião com 330 metros de extensão

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 75 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra

TAGS: Trânsito | obra