Mais 2 macacos achados mortos em Friburgo: suspeita de febre amarela

Secretaria municipal de Saúde investiga 22 casos possíveis da doença em humanos, na cidade
segunda-feira, 26 de fevereiro de 2018
por Karine Knust
Foto de capa
Um dos macacos mortos de Friburgo (Divulgação)

Mais dois macacos foram encontrados mortos em Nova Friburgo neste domingo, 25. Um dos primatas, da espécie mico-estrela, foi capturado por agentes da Subsecretaria de Vigilância em Saúde no bairro Granja Spinelli. Já o outro estava morto na Rua José Alves, transversal à Rua General Osório, no Centro.

Segundo a pasta, os dois animais foram encaminhados ontem, 26, para o Instituto de Diagnóstico, Vigilância, Fiscalização Sanitária e Medicina Veterinária Jorge Vaitsman, no Rio de Janeiro. Lá os primatas passarão por diversas análises para se descobrir a causa da morte. Com esse novos casos, agora são seis macacos encontrados mortos em Friburgo, nas localidades de Conquista, Córrego Dantas, Vila Amélia e Alto do Teleférico.

As causas dos óbitos, porém, ainda estão sendo investigadas. Vale ressaltar que os macacos não são responsáveis pela transmissão da febre amarela. A doença é transmitida através da picada de mosquitos. Ao encontrar macacos mortos ou doentes (animal que apresenta comportamento anormal, que está afastado do grupo, com movimentos lentos etc.), o cidadão deve informar o mais rápido possível a Vigilância Ambiental do município pelos telefones (22) 2543-6293 ou (22) 2523-1889.

Em todo o estado do Rio, já são dez o número de macacos que morreram por contaminação de febre amarela em 2018. Os animais foram encontrados em Niterói, Angra dos Reis (Ilha Grande), Barra Mansa, Valença, Miguel Pereira, Volta Redonda, Duas Barras, Paraty, Engenheiro Paulo de Frontin e Araruama.

Em Nova Friburgo há pelo menos 22 pessoas com uspeita  de terem contraído a febre amarela. Todos os casos estão sendo investigados. O dado foi informado no último boletim epidemiológico semanal da Secretaria municipal de Saúde, divulgado no fim da tarde de sexta-feira, 23. O que chama ainda mais atenção é que o número dobrou em apenas uma semana. Até o último dia 16, o município tinha 11 pacientes com suspeita da doença.

Outro dado que também aumentou em Friburgo é o de casos confirmados de febre amarela: agora são dez pessoas com a doença. O total de notificações subiu de 23 para 36, dos quais quatro deram negativo. Os óbitos continuam em cinco, dos quais três pacientes foram infectados em Friburgo e dois, em cidades vizinhas, segundo a Subsecretaria de Vigilância em Saúde. O governo municipal não informou a idade e o bairro onde moram os quatro pacientes que contraíram febre amarela e estão em tratamento. Os dados são diferentes dos divulgados pelo governo do estado, porque a Secretaria estadual de Saúde informa apenas os casos da doença contraídos no município.

As três vítimas fatais de Friburgo até agora  foram: um homem de 50 anos, morador do bairro Nova Suíça; Marlon Dutra, de 21 anos, morador de Riograndina, que costumava fazer trilhas de moto pelas matas; e uma idosa de 65 anos, moradora da Chácara do Paraíso, que estava internada. Nenhum dos três tomou a vacina - o rapaz porque segundo informações não havia demonstrado interesse, e os mais velhos, por problemas de saúde que os impediram de se imunizar.

Apesar do aumento nos números de febre amarela em Nova Friburgo, o município vizinho de Teresópolis é o primeiro do ranking de casos da doença na Região Serrana. Lá, 13 pessoas foram confirmadas com febre amarela pelo governo do estado, sendo que seis morreram.

Vacinação

O esquema de vacinação contra a febre amarela continua. De acordo com a prefeitura, a imunização acontece nos postos Sylvio Henrique Braune, no Suspiro; Waldir Costa, em Conselheiro Paulino; Tunney Kassuga, em Olaria; além das unidades de saúde Ariosto Bento de Mello, no Cordoeira; e José Copertino Nogueira, em São Geraldo. Em todas, o atendimento acontece de segunda à sexta-feira, das 9h às 16h. No próximo sábado, 3 de março, Nova Friburgo também vai participar do Dia D estadual de imunização. Os locais e horários da campanha na cidade, entretanto, ainda estão sendo definidos pelo município.A

A febre amarela no estado

O boletim epidemiológico divulgado pelo estado na noite desta sexta-feira, 23, totalizava 94 casos de febre amarela silvestre confirmados, sendo 41 óbitos, desde o início deste ano. Confira os números de cada cidade:

  • Angra dos Reis - 18 casos, 10 óbitos
  • Valença - 18 casos, seis óbitos
  • Teresópolis - 13 casos, seis óbitos
  • Duas Barras - oito casos, um óbito
  • Nova Friburgo - sete casos, três óbitos
  • Sumidouro - sete casos, dois óbitos
  • Cantagalo - cinco casos, três óbitos
  • Rio das Flores - três casos, dois óbitos
  • Engenheiro Paulo de Frontin - dois casos, dois óbitos
  • Vassouras - dois casos, um óbito
  • Carmo - dois casos, um óbito
  • Maricá - dois casos, um óbito
  • Paty do Alferes - dois casos
  • Miguel Pereira - um caso, óbito
  • Paraíba do Sul - um caso, um óbito
  • Piraí - um caso, um óbito
  • Petrópolis - um caso
  • Mangaratiba - um caso

 

LEIA MAIS

Ambulância que transportou homem estava em São Pedro e com a maca quebrada

Prefeitura fez seleção de 58 médicos e sete farmacêuticos temporários. Veja a lista aqui

Todas as crianças de 1 a 4 anos, mesmo as já imunizadas, têm que ser vacinadas. Dia D será dia 18

Publicidade