Jogo do Brasil nas quartas de final volta a alterar a rotina da cidade

Órgãos públicos funcionam até 13h nesta sexta; ônibus vão circular com frota reduzida durante a partida contra a Bélgica
sexta-feira, 06 de julho de 2018
por Guilherme Alt (guilherme@avozdaserra.com.br)
Foto de capa
O Suspiro lotado durante o último jogo (Arquivo AVS)

Nesta sexta-feira, 6, às 15h, a Seleção Brasileira tem mais um difícil desafio pela frente: encarar a forte geração belga e buscar a classificação para a semifinal da Copa do Mundo da Rússia. Para que os friburguenses possam acompanhar essa partida e mandar toda a energia positiva possível para o esquadrão canarinho, muitos estabelecimentos comerciais, empresas e órgãos públicos vão paralisar as atividades durante a partida. É sempre assim. Quando o Brasil entra em campo em jogo de Copa do Mundo, o país para.

As escolas públicas e particulares terão aulas normalmente no turno da manhã, mas no período da tarde, os alunos serão liberados. O mesmo está previsto para ocorrer nas escolas particulares. Os órgãos municipais irão funcionar até às 13h. Já nas repartições estaduais, a folga é ainda mais extensa. Os bancos vão funcionar  em horário especial, das 9h às 13h. No comércio, a maioria das lojas deverá fechar às 14h30. A reabertura após as 17h será opcional. Os serviços essenciais de saúde e emergência funcionam normalmente.

No transporte público, o serviço não vai parar. De acordo com a empresa de ônibus Faol, os coletivos irão circular normalmente, operando com frota reduzida somente no horário do jogo. Nas empresas, a liberação dos funcionários para assistir a partida não é obrigatória, mas alguns empresários adotaram o esquema da compensação de horas. Segundo um levantamento feito pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) quase 30% das companhias vão liberar seus funcionários para assistirem aos jogos do Brasil, enquanto em 24% das empresas, os funcionários devem trabalhar normalmente nas partidas.

No setor de tecnologia, em que os sistemas e plataformas precisam estar conectados e em pleno funcionamento para não interromper processos vitais das companhias, não é de se estranhar que os serviços continuem funcionando normalmente independente da Copa do Mundo.

Transmissão em telão no Suspiro

Na Praça do Suspiro, o Sesc em parceria com a prefeitura irão promover, mais uma vez, a transmissão da partida em um telão. Antes e depois do jogo, assim como no intervalo, haverá atividades recreativas promovidas pela equipe do projeto Torcida Sesc. O telão agora está posicionado próximo ao Tiro de Guerra garantindo melhor visibilidade para o público que pode se acomodar na rua, em frente à capela de Santo Antônio. Os jardins da praça foram revitalizados e tiveram flores plantadas.

Para impedir que as plantas sejam danificadas, a exemplo do último jogo do Brasil na segunda-feira, 2, a prefeitura instalou grades ao redor dos canteiros. As transmissões das partidas no telão tem atraído, em média, entre três e cinco mil torcedores ao Suspiro.

LEIA MAIS

Chances de brigar pelo acesso, que já eram remotas antes da partida, ficaram ainda menores

Jogo de volta, dia 22, definirá quem avança às quartas de final da Copa Rio

Tricolor da Serra encara o Bangu, e o primeiro jogo acontece nesta quarta no Eduardo Guinle

Publicidade
TAGS: Copa | futebol