Jhennifer bate recorde no Maria Lenk e está entre cinco melhores nos 50m peito

Objetivo principal da temporada para Jhenny é participar do Mundial de Natação em Budapeste
segunda-feira, 08 de maio de 2017
por Vinicius Gastin
Foto de capa
Após ser informada do tempo e resultado, Jhennifer comemora marcas conquistadas no Maria Lenk

Melhor marca pessoal, recordes brasileiro e sul-americano e quinto melhor tempo do mundo na temporada. Tudo isso em apenas um dia, no embalo das braçadas que levam Jhennifer Alves a uma posição de destaque entre as principais nadadoras do Brasil e do mundo. A atleta do Esporte Clube Pinheiros, de São Paulo, foi um dos destaques do Troféu Maria Lenk, realizado na última semana, no Rio de Janeiro, especialmente na prova dos 50 metros peito, especialidade de Jhenny.

Com o tempo de 30s63, a friburguense quebrou o recorde sul-americano dos 50 metros peito, que perdurava desde 2009. De fato, este foi o primeiro recorde sul-americano quebrado na competição, depois de uma atuação praticamente perfeita de Jhennifer Alves. A nadadora já apresentava uma sequência de melhoras de tempo consecutivas na prova no Open 2016 (31s08) e nas eliminatórias da prova (31s04). Enfim, depois de 19 vezes na casa dos 31 segundos, Jhenny conseguiu baixar o tempo para 30s63, apagando o recorde de oito anos de Tatiane Sakemi 30s81, registrado no Maria Lenk de 2009.

“Foi um dia perfeito no Troféu Maria Lenk. Ouro e recorde sul-americano nos 50m peito. Estou muito feliz com o resultado, pois nadar abaixo dos 31 segundos era minha meta há dois anos. Já tinha feito o melhor tempo da minha vida nas eliminatórias (31s04), e agora consegui nadar ainda mais rápido. Agradeço ao meu clube Esporte Clube Pinheiros, meus apoiadores Força Aérea Brasileira, Vadox Oficial, Leader Nutrition e todos que torceram por mim”, comemorou através de seu perfil em uma rede social.

O desempenho de Jhennifer chamou a atenção de profissionais e mídia especializada na modalidade. Especialmente na facilidade que possui em bater metas e alcançar resultados nos 50 metros peito. Na comparação com as performances com a prova olímpica dos 100 metros peito, essa facilidade é ainda mais clara. Jhennifer já nadou seis vezes na casa do 1m08s, e seu melhor ainda é do Maria Lenk do ano passado, 1m08s31. Neste ano, ficou em terceiro lugar com a sua segunda melhor marca, de 1m08s43. A meta é alcançar o tempo de 1m07, e posteriormente baixar para 1m06, tempo que a aproximaria das Olimpíadas de Tóquio em 2020.

Ano movimentado

O objetivo principal da atleta de Nova Friburgo, no momento, é estar entre os brasileiros que vão estar presentes ao Mundial de Budapeste neste ano. O caminho para alcançar a meta é encurtado a cada prova, e a evolução no ranking da temporada nos 50 metros peito evidencia a aproximação: Jhenny iniciou a o ano de 2017 como a 16ª colocada do mundo, e depois do Maria Lenk, pulou para a 5ª posição.

Em março, a atleta de Nova Friburgo competiu no Torneio Open do Paraguai, acumulando bons resultados e conquistando três medalhas para a galeria pessoal e para a sua equipe, o Pinheiros. A competição, que foi realizada em Assunção, capital paraguaia, e teve todas as etapas realizadas em apenas um dia. Pela manhã, as eliminatórias do Campeonato Nacional, e à tarde, as respectivas finais. Jhenny caiu na piscina para disputar a prova dos 50 metros peito e levou o ouro com o tempo de 31s30. O detalhe é a diferença em relação à marca de 30s63, alcançado no Maria Lenk, reforçando em números a evolução observada dentro das piscinas.

Além da prova favorita, Jhennifer Alves também participou dos 100 metros peito, com o tempo de 1m10s53, pior em relação à marca de 1m08s31 alcançada em 2016. Nos 200 metros peito feminino, a nadadora friburguense de apenas19 anos de idade conseguiu conquistar o terceiro lugar, com o tempo de 2m39s11.

Vitória também “em casa”

Ainda no mês de março, Jhennifer integrou a equipe Pinheiros que participou do Torneio Regional Juvenil a Sênior, na própria sede do clube paulista. A atleta de Nova Friburgo, assim como aconteceu no Paraguai, brilhou nos 50 metros peito feminino, com o tempo de 31s85. Vale destacar que, em Assunção, Jhenny conseguiu baixar o tempo nesta distância, algo que também conseguiu no Maria Lenk, em busca da vaga no Mundial de Natação.

Top 10 dos 50m peito em 2017

1ª- Yulia Efimova (Rússia) - 29.88

2ª- Imogen Clark (Grã-Bretanha) - 30.21

3ª- Sarah Vassey (Grã-Bretanha) - 30.30

4ª- Jennie Johansson (Suécia) - 30.39

5ª- Jhennifer Alves (Brasil) - 30.63

6ª- Satomi Suzuki (Japão) - 30.66

7ª- Ariana Castiglioni (Itália) - 30.72

8ª- Ruta Meilutite (Lituânia) - 30.73

9ª- Martina Carraro (Itália) - 30.89

10ª- Natalia Ivaneeva (Rússia) - 30.92

LEIA MAIS

Nadadora Jhennifer Alves e lutadores Edson Barboza e Marlon Moraes recebem Medalha do Mérito Esportivo

Jhennifer Alves, Edson Barboza e Marlon Moraes vão receber na segunda a Medalha de Mérito Esportivo Swian Zanoni, a maior honraria relacionada ao esporte concedida pelo Legislativo municipal

Cidade é uma das 4 do estado e das 49 do Brasil envolvidas no evento mundial, promovido nesta quinta para alertar sobre a importância de saber nadar

Publicidade
Agora Faz
TAGS: natacao