Inverno friburguense foi quente para o turismo

Ocupação hoteleira ficou perto de 100%, diz presidente do Convention & Visitors Bureau
quinta-feira, 19 de setembro de 2019
por Fernando Moreira (fernando@avozdaserra.com.br)
O bambuzal do Country encanta turistas (Arquivo AVS/ Henrique Pinheiro)
O bambuzal do Country encanta turistas (Arquivo AVS/ Henrique Pinheiro)

 

Historicamente, os meses de junho, julho e agosto são bons para o setor turístico de Nova Friburgo e da Região Serrana, devido às baixas temperaturas do inverno local, que acabam atraindo turistas de diversas partes do estado e do país. E para impulsionar a alta temporada do turismo na cidade, uma série de eventos foi realizada no período, especialmente em julho, auge do inverno na Suíça Brasileira. Além do já tradicional Festival Sesc de Inverno, do Festival de Inverno de Nova Friburgo e da Fevest, outros eventos atraíram turistas.

“Em julho tivemos uma temporada de casa cheia e a ocupação hoteleira ficou perto de 100%. Foi um mês muito bom. A cidade tem tido bons índices de visitantes e turistas. Ainda temos o desafio de atrair presença de segunda à sexta-feira e não somente nos fins de semana. Mas a atividade realmente subiu”, afirmou Edson Almeida Biá, presidente do Convention & Visitors Bureau de Nova Friburgo, do Conselho Municipal de Turismo, além de fazer parte da diretoria do Conselho Regional de Turismo da Serra Verde Imperial, do Sindicato de Hotéis, Bares, Restaurantes e Similares e da Agência Mercoserra.

Para alcançar o objetivo de atrair turistas também durante a semana, Biá explica que já está em andamento um projeto chamado Investe Turismo, liderado pelo Sebrae e com a participação de entidades do setor. No setor privado, também está sendo desenvolvido um trabalho de construção de redes, projeto que faz parte do Mapa do Turismo, do Ministério do Turismo.

“Fizemos um trabalho forte de divulgação e de participação em eventos fora da cidade e do estado, criamos instâncias regionais de trabalho e divulgação. Muitos eventos também foram realizados. Nova Friburgo voltou a estar em todos os círculos do turismo. A iniciativa privada está movimentada e o setor em fase de crescimento e planejamento de curto, médio e longo prazo. Acredito que nossa escalada está apenas começando”, finalizou Edson Almeida Biá.

IBGE: turismo fluminense foi o segundo que mais cresceu

Uma pesquisa recente divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), aponta que o turismo continua em crescimento no Brasil. Dados da Pesquisa Mensal de Serviços mostram que, em julho, o índice de volume de atividades turísticas no país cresceu 4,4%, em comparação com o mesmo mês do ano passado. E esse crescimento também foi sentido em Nova Friburgo, que vive sua alta temporada no inverno. 

Segundo o IBGE, esse aumento foi impulsionado, principalmente, pela maior receita de hotéis, restaurantes e locadoras de automóveis. Regionalmente, oito dos 12 estados pesquisados acompanharam o crescimento, com destaque para o Espírito Santo, que apresentou variação positiva de 9,6%, seguido do Rio (8,8%), Bahia (5,8%), Minas Gerais (5,6%), São Paulo (5,3%), Pernambuco (4,1%), Ceará (2,1%) e Goiás (0,7%).

Já entre janeiro e julho, a taxa nacional mostrou crescimento de 3,2%, frente a igual período do ano passado. Oito estados registraram aumento no mesmo período: Ceará (8,5%), São Paulo (7,1%), Pernambuco (3,1%), Goiás (2,3%), Bahia (2,2%), Espírito Santo (1,9%), Minas Gerais (1,7%) e Rio de Janeiro (0,8%). Os índices acompanham um aumento crescente ao longo dos últimos meses. Em junho, as atividades turísticas cresceram 2,6% em relação ao mesmo período de 2018. Em julho, esse crescimento (4,4%) foi ainda maior, se comparado com o mesmo mês do ano passado. 

O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, comemorou os números positivos divulgados pelo IBGE e reafirmou a relevância do setor para alavancar a economia brasileira. “Os dados mostram que o nosso trabalho está surtindo efeito. Estamos no caminho certo, levando o país para um desenvolvimento econômico sustentável, sempre com o objetivo de potencializar o turismo e gerar renda e emprego para a população”, comentou o ministro.

 

 

LEIA MAIS

Proposta será submetida a consulta pública para mais contribuições da sociedade

Visitas são gratuitas e abertas à população dois fins de semana por mês

Municípios estão fazendo o levantamento de todas as atrações ao longo dos 68 km da RJ-130

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 74 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra

TAGS: Turismo