INSS quer prova de vida de 42 mil pessoas em Friburgo

Procedimento é para evitar fraudes e outras irregularidades. Prazo termina no fim deste mês
quarta-feira, 21 de fevereiro de 2018
por Dayane Emrich
INSS quer prova de vida de 42 mil pessoas em Friburgo

Os aposentados e pensionistas que ainda não comprovaram ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que estão vivos têm até o próximo dia 28 para fazer o procedimento, chamado “Prova de vida”, e continuarem recebendo seus benefícios normalmente através da rede bancária. Quem não fizer a comprovação poderá ter seu pagamento interrompido. O procedimento é obrigatório e visa evitar pagamentos indevidos de benefícios e fraudes.

Em Nova Friburgo, de acordo com dados da Previdência Social, cerca de 42 mil pessoas recebem o benefício. “É necessário destacar que o recadastramento é feito no próprio banco onde o beneficiário recebe a pensão ou aposentadoria, ou seja, não é preciso vir até a agência do INSS”, disse a gerente Ivone Robert.

Para realizar o procedimento é necessário apresentar um documento original com foto, como identidade, carteira de trabalho ou habilitação, por exemplo. Segundo orientações do INSS, não podem ser documentos antigos com fotografia, que prejudiquem a identificação do beneficiário.

Ainda segundo o instituto, quem não pode sair de casa por motivo de saúde, pode ser representado por outra pessoa. Neste caso, é necessária a apresentação de um atestado médico emitido há menos de 30 dias e uma procuração registrada em cartório por um procurador registrado pela autarquia. A página do INSS na internet informa também que algumas instituições financeiras que possuem sistemas de biometria estão utilizando a tecnologia para realizar a comprovação de vida nos terminais de autoatendimento.

Em todo o estado, 341.035 aposentados e pensionistas ainda não fizeram o recadastramento. No país, dos mais de 34 milhões de beneficiários do INSS, quase 32 milhões já realizaram a comprovação de vida. Ainda de acordo com o site do INSS, até o início deste mês, 3,2 milhões de beneficiários ainda não compareceram aos bancos pagadores de seu benefício para realizar o procedimento.

O prazo para o comparecimento das pessoas que ainda não fizeram a comprovação de vida em 2017 era 31 de dezembro, contudo, devido ao grande número de beneficiários que não realizaram o procedimento, o prazo foi estendido até 28 de fevereiro de 2018. Os bancos estão comunicando os beneficiários sobre a comprovação de vida por meio de mensagens informativas, disponibilizadas nos seus caixas eletrônicos e sites na internet.

Conforme dados divulgados pela instituição, no ano passado, 4,7 milhões de  segurados do INSS não fizeram a comprovação de vida e tiveram o benefício suspenso.

Publicidade
TAGS: