Idoso passa mal em Lumiar, demora a chegar ao hospital e morre

Ambulância que transportou homem estava em São Pedro e com a maca quebrada
segunda-feira, 13 de agosto de 2018
por Alerrandre Barros (alerrandre@avozdaserra.com.br)
Foto de capa
Ambulância estacionada no posto de São Pedro seria a mesma que fez o transporte de morador de Lumiar (Arquivo AVS)

A demora no socorro a um idoso, morador de Lumiar, pode tê-lo levado à morte na manhã deste domingo, 16. Sérgio Sidrak, de 63 anos, teve que aguardar uma ambulância em situação precária vir de São Pedro da Serra para ser encaminhado ao Hospital Municipal Raul Sertã. O percurso até o Centro de Nova Friburgo tem cerca de 30 quilômetros de distância e leva pouco mais de 40 minutos.

De acordo com a presidente da Associação de Amigos e Moradores de Lumiar (Ama Lumiar), Silvia Faltz, o homem passou mal em casa, junto da esposa, por volta das 6h. Vizinhos acionaram o socorro e uma ambulância, que fica disponível na Unidade Básica de Saúde (UBS) de São Pedro, foi deslocada para fazer o transporte. O veículo teria chegado cerca de 40 minutos depois. São Pedro fica a cerca de 6km de Lumiar.

Vizinhos de Sérgio relataram a Silvia que a ambulância, uma Fiorino branca, estava com a maca quebrada. O idoso teve que ser retirado de casa no colo e colocado sobre a maca, dentro do veículo. Contaram também que o homem precisou encolher as pernas, porque a ambulância não comporta o corpo de uma pessoa deitada e com mais de 1,70 metro de altura.

Sérgio já estava morto quando deu entrada no Raul Sertã, por volta das 7h40. O laudo médico atestou “causa da morte suspeita e indeterminada”. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, ele foi “prontamente conduzido pela ambulância que atende Lumiar e São Pedro da Serra até o hospital”. A VOZ DA SERRA não conseguiu contato com família do idoso.

“Nós, moradores, estamos indignados, porque continuamos sendo tratados como cidadãos de segunda categoria. Necessitamos de uma ambulância maior, digna de fazer o transporte de um paciente com segurança. Uma UTI móvel seria o ideal, mas contamos apenas com uma Fiorino pequena, que mal cabe uma pessoa deitada”, disse a presidente da Ama Lumiar.

Em São Pedro, turista morreu em março

Casos semelhantes têm se repetido na região. Em março deste ano, o turista carioca Antônio Marcos de Souza, de 39 anos, morreu a caminho do Raul Sertã. Ele visitava São Pedro com a família quando passou mal no Centro do distrito. Sem ambulância no local, o homem teve que ser transportado em um carro particular. A ambulância havia sido deslocada para o transporte de pacientes fora do domicílio e só voltou a ser disponibilizada para os dois distritos 11 dias depois.

Por conta da distância para o Centro, desde o início do ano a Ama Lumiar vem pleiteando junto à Secretaria Municipal de Saúde uma UTI móvel permanente para a região, que recebe muitos turistas no verão e no inverno. Durante o verão passado, uma ambulância desse tipo ficou estacionada no posto de Lumiar, durante a Operação Verão, realizada pela prefeitura.

“Vários profissionais de saúde são unânimes na avaliação de que Lumiar e São Pedro devem ter uma unidade de atendimento emergencial de saúde devido a distância dos centros referenciais. A população está revoltada com tanto descaso. Quantas vidas serão perdidas até que a prefeitura tome uma providência?”, questiona Sílvia Faltz, que já encaminhou uma queixa ao Ministério Público estadual.

Em nota, a Secretaria Municipal de Saúde informou que está providenciando uma nova ambulância, modelo Amarok, que ficará à disposição dos moradores de Lumiar em aproximadamente um mês. “A unidade será equipada com todo material necessário para atendimentos de urgência e contará com enfermeiro 24 horas”, informou a secretaria em nota.

Cidade sem Samu

Conforme noticiou A VOZ DA SERRA no último sábado, 11, Friburgo conta apenas com três ambulâncias equipadas para atendimentos de urgência e emergência: uma do Corpo de Bombeiros e duas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), além das hospitalares. O Samu ainda não foi implantado integralmente no município, mas suas ambulâncias, adquiridas em 2011, estão sendo utilizadas para desafogar os resgates realizados pelos bombeiros.

A Secretaria Municipal de Saúde afirma que vem trabalhando no credenciamento junto ao Ministério da Saúde para implantação do serviço de urgência, na íntegra, na cidade. Pretende, inclusive, ativar a unidade descentralizada do Samu em Lumiar, na RJ-142, onde obras chegaram a ser realizadas, mas a unidade nunca entrou em funcionamento.

LEIA MAIS

Prefeitura fez seleção de 58 médicos e sete farmacêuticos temporários. Veja a lista aqui

Todas as crianças de 1 a 4 anos, mesmo as já imunizadas, têm que ser vacinadas. Dia D será dia 18

Obras já deveriam ter sido iniciadas em junho. Recurso de emenda parlamentar pode ser bloqueado

Publicidade
TAGS: saúde