Homem preso com anabolizantes, arma e R$ 35 mil em casa, em Macuco

Polícia segue investigando venda clandestina de medicamentos sem registro na região
sexta-feira, 09 de agosto de 2019
por Jornal A Voz da Serra
O material apreendido (Foto: 11 BPM)
O material apreendido (Foto: 11 BPM)

Um homem foi preso em Macuco, acusado de vender anabolizantes de marcas sem registro na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Segundo a Polícia Civil, ele foi detido na última quarta-feira, 7, em casa, na Rua Antônio Raminelli, no bairro Nova Macuco. 

Agentes da 154ª DP cumpriram um mandado de busca e apreensão expedido pela Comarca de Cordeiro e encontraram, em um depósito na casa do suspeito,  ampolas de Decanoato de nandrolona e comprimidos de Hemogenin. 

De acordo com a Polícia Civil, os agentes apreenderam também um revólver calibre 38, munições e dois celulares, além de R$ 35.100 em espécie. O homem, conforme a polícia, não soube informar a origem do dinheiro. Ele foi autuado em flagrante por posse irregular de arma de fogo e venda de produto terapêutico ou medicinal sem registro. 

A polícia segue investigando a venda clandestina de anabolizantes na região. Os produtos seriam oferecidos a praticantes de atividades físicas que buscam crescimento de massa muscular de forma rápida. Os produtos, contudo, podem causar riscos à saúde.

 

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 75 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra

TAGS: