Homem é detido vendendo tartarugas sem autorização

Tigre d'água é animal da fauna silvestre e sua comercialização só pode acontecer com licença do Ibama
sexta-feira, 06 de dezembro de 2019
por Jornal A Voz da Serra
As tartarugas apreendidas (Foto: 151ª DP)
As tartarugas apreendidas (Foto: 151ª DP)

Um homem foi detido na manhã da última quinta-feira, 5, no bairro Olaria, por ter sido flagrado vendendo seis tartarugas da espécie tigre d’água, sem autorização. A ação foi conduzida por agentes da Polícia Civil, lotados na 151ª DP, sob o comando do delegado titular Henrique Pessoa.

“O fato configura crime ambiental, tendo sido o autor levado para a delegacia para ser submetido ao procedimento cabível, ficando os animais apreendidos, os quais serão oportunamente encaminhados a local adequado para sua guarda e bem estar”, informou a delegacia em comunicado publicado em sua página no Facebook.

A tartaruga Trachemys dorbignyi é uma espécie aquática, onívora, que tem este nome devido às suas listras amareladas e alaranjadas. É um animal da fauna silvestre e sua comercialização só pode acontecer com autorização do Ibama, o Instituto Brasileiros do Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis, e específica documentação.

Quando filhote, mede cerca de três centímetros. Quando adulta, perde a coloração original e pode chegar aos 30 centímetros. A maioria das pessoas não sabe desses detalhes na hora de adquirir o animal e, com o tempo, acabam o abandonando.

 

LEIA MAIS

Trilhas já estão liberadas, mas com uma série de restrições e várias atividades ainda suspensas

Árvores também foram extraídas de uma área de aproximadamente três mil metros quadrados

Convênio entre a prefeitura e a PM ampliará atuação contra esse tipo de poluição sonora

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 75 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra