Hemocentro lota neste sábado para mais um mutirão

Na última semana foram registradas apenas 24 doações de sangue, praticamente 5 por dia, número 75% abaixo do necessário
sexta-feira, 22 de novembro de 2019
por Fernando Moreira (fernando@avozdaserra.com.br)

O Hemocentro Regional de Nova Friburgo Enfermeira Cassia Viviane Kale Martins, que funciona ao lado do Hospital Municipal Raul Sertã, amanheceu lotado neste sábado, 23, para mais um mutirão de doação de sangue. A unidade, que está com estoque crítico de bolsas de sangue, funcionou das 8h ao meio-dia. O número de doadores ainda não foi divulgado.

“Nosso estoque está crítico. A situação está realmente muito complicada. Os tipos sanguíneos mais importantes, que tem maior saída, costumam ser O e A, negativo e positivo. Por isso a gente pede que toda a população de Nova Friburgo e arredores venha doar sangue. Nosso estoque está baixíssimo. Muitas pessoas estão precisando dessas doações e amanhã pode ser um de nós. Venham fazer essa boa ação”, destacou a biomédica da unidade, Nycole Abreu.

A VOZ DA SERRA esteve na unidade nesta sexta-feira, 22, e conversou com alguns doadores, dos iniciantes aos mais experientes, como o casal Maurício e Jerusa: “Ano que vem, se Deus quiser, estarei completando 30 anos como doador de sangue. Com muito orgulho e alegria, afinal de contas, ajudar o próximo sempre faz bem”, comemorou Maurício Vianna. “Essa será a minha primeira de muitas doações de sangue, com certeza. A partir de agora, sempre que puder, estarei aqui para ajudar o próximo”, completou Jerusa Demani, esposa de Maurício e doadora estreante.  

O Hemocentro atende também a outros dez municípios da região, o que reforça a importância das doações regulares de sangue para manter os estoques abastecidos. O ideal é que a unidade recebesse entre 20 e 22 doações por dia, no entanto, a realidade é bem diferente. Em toda a última semana, por exemplo, foram registradas apenas 24 doações, uma média de praticamente cinco doadores por dia, número 75% abaixo do necessário.

“Um amigo meu está internado necessitando de doações de sangue. Isso é o que me motivou a vir doar dessa vez. É a única coisa que podemos fazer por ele nesse momento, além de rezar. Hoje é ele quem está precisando, mas amanhã posso ser eu, você, ou qualquer outra pessoa. É um gesto muito importante e que salva vidas”, disse Vitor Paulo, que doou sangue nesta sexta-feira.

Outro bom exemplo de doador regular é o Adriano dos Santos, que pratica a boa ação há nove anos. Já conhecido pela equipe do Hemocentro, ele estimula outras pessoas a fazerem o mesmo: “Vale a pena doar sangue porque sempre tem alguém precisando. Devemos fazer o bem sem olhar a quem. Creio que esse é um dever de todos nós. Um conselho que dou às pessoas é que venham doar sangue.”, afirmou Adriano.

 

LEIA MAIS

Incentivo financeiro deve ser usado pelas prefeituras para registrar mais pessoas nos serviços da atenção primária

Com setor interditado desde setembro, lavagem de roupa hospitalar está sendo feito através de contrato emergencial, a R$ 110.400 por 4 meses

Roberto Montechiari e Adriana Ouverney comentam aprovação pela Anvisa

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 74 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra

TAGS: saúde