Greve dos caminhoneiros atrasa entrega da Praça das Colônias

Construtora não recebeu materiais elétricos que faltavam. Espaço deve agora ser reaberto em junho
quarta-feira, 30 de maio de 2018
por Alerrandre Barros (alerrandre@avozdaserra.com.br)
Foto de capa
A Praça das Colônias, no Suspeito (Foto: Henrique Pinheiro)

A greve nacional dos caminhoneiros atrasou, mais uma vez, a reinauguração da Praça das Colônias, no Suspiro, prevista para esta quarta-feira, 30. Segundo a Secretaria Municipal de Obras, a paralisação da categoria, que também teve reflexos em Nova Friburgo, impediu a entrega de materiais elétricos para o espaço, que já sem os tapumes na portaria.

“Na próxima semana, a Secretaria de Obras e a empreiteira vão se reunir e definir uma nova data para a entrega da Praça das Colônias, que deve acontecer em breve”, informou a prefeitura em nota. A reabertura é aguardada com ansiedade pelos integrantes da  Associação das Colônias de Nova Friburgo (Ascofri). Em entrevista recente a A VOZ DA SERRA, Alex Alfaya, presidente da entidade, disse que o espaço será disseminador da multiculturalidade do município e vai fomentar o turismo.

“Para que isso aconteça, temos um leque muito grande de opções de atividades planejadas, como aulas de idiomas, dança e artesanato. Cada colônia tem sua diversidade cultural e a ideia é que essa diversidade seja explorada em cada uma das salas”, revelou Alfaya, que também é representante da Colônia Espanhola no município.

As atividades que serão desenvolvidas pelas dez colônias na praça ainda serão definidas pela Ascofri junto com a prefeitura. O espaço está fechado desde a tragédia climática de 2011. Na ocasião, um deslizamento de uma encosta do morro do teleférico atingiu o local.

No último dia 20, o público que assistiu ao show de Alceu Valença com a Orquestra de Ouro, no anfiteatro, durante a festa do bicentenário da cidade, pode conferir como está ficando a novas instalações da Praça das Colônias após as reformas. O acesso ao teatro à céu aberto se deu pelo espaço, que recebeu reparos e novo telhado.

Situada entre o Teatro Municipal Laercio Ventura e a capela de Santo Antônio, o ponto turístico foi ‬criado para a divulgação da cultura das colônias alemã,‭ ‬espanhola,‭ ‬portuguesa,‭ ‬suíça,‭ ‬húngara,‭ ‬austríaca,‭ ‬italiana,‭ ‬japonesa,‭ libanesa e pan-africana, que participam ativamente da história no município‭.‭ ‬
    Depois da tragédia, as obras de reforma começaram em junho de‭ ‬2015,‭ através de um convênio firmado entre o município e o Ministério do Turismo,‭ ‬intermediado pela Caixa Econômica Federal, ‬e deveriam concluídas no início de 2016. A reforma, porém, foi interrompida diversas vezes por impasses burocráticos.

Orçado em R$ 497.370,29, o projeto previu a reforma da cozinha, do restaurante e reparos nos banheiros, que terão adaptações para portadores de necessidades especiais, além da construção de um depósito para uso do restaurante e a instalação de um sistema de captação de águas das chuvas nos telhados, inclusive na nova cobertura central. A água recolhida será reaproveitada para manutenção de jardins e limpeza. A praça deve ser reaberta em junho.

 

LEIA MAIS

Campo do Coelho, Alto dos Vieiras, Sítio São Luiz e Mury são algumas localidades que receberam melhorias

Associação espera resposta positiva do Ministério das Cidades para que obras comecem ainda este ano

Projeto da prefeitura em parceria com empresários através da Acianf teve início em maio e vai se estender de Mury a Conselheiro

Publicidade
TAGS: Obras