Frizão domina o Itaboraí e vence de virada no Eduardo Guinle

Bola bateu na trave três vezes em partida emocionante, com um minuto de silêncio por Chiminga
segunda-feira, 11 de junho de 2018
por Vinicius Gastin (esportes@avozdaserra.com.br)
Foto de capa

A trave bem que tentou parar o Friburguense. Foram três vezes em que o torcedor se preparou para comemorar, mas teve que se conter na arquibancada. O cenário ilustra bem o quanto o Tricolor da Serra produziu, em mais uma boa apresentação na Série B1 do Campeonato Carioca. E fez a torcida vibrar duas vezes no Eduardo Guinle na tarde do último sábado, 9, em Nova Friburgo.

Dedé, personagem com um gol e uma assistência, e Jorge Luiz marcaram na vitória de virada do Frizão sobre o Itaboraí, pelo placar de 2 a 1. Justo e merecido. Antes de a bola rolar, foi respeitado um minuto de silêncio em homenagem a Carlos Erick Kramer, o Chiminga, importante nome da história do futebol amador de Nova Friburgo, que morreu na última sexta-feira, 8.

O Friburguense volta a campo amanhã, 13, para enfrentar o Bonsucesso. A partida acontece às 15h, no estádio de Moça Bonita, em Bangu.

Em relação ao time que havia vencido o Duque de Caxias na rodada anterior, o Friburguense teve apenas o retorno de Bidu como novidade, na vaga antes ocupada por Marcos André. Estrutura tática mantida, espírito de luta também. A finalização de Jorge Luiz, aos três minutos, tirou tinta da trave esquerda de Eduardo e até mesmo alguns gritos de gol. Apenas dois minutos depois, o Itaboraí respondeu em jogada que começou pelo meio, passou por Rodrigo Ost na esquerda e sobrou para Edu, em posição duvidosa, desviar e abrir o placar para os visitantes.

O Friburguense, de fato, não sentiu o gol. Manteve-se organizado, equilibrado e trabalhando a posse de bola. Não demorou, e aos dez, Ricardo recebeu de Jorge Luiz e cruzou para Dedé dominar, girar e bater de canhota, no canto, com estilo, deixando tudo igual.

Pouco depois, o Frizão voltou a finalizar com Jorge Luiz para a defesa de Eduardo. Em mais uma boa chegada, através da bola parada, Dedé aproveitou rebote e bateu prensado, com perigo, à direita da meta. Tudo isso em movimentados 20 minutos, ainda antes do tempo técnico.

Os espaços diminuíram na segunda metade da etapa inicial. Se Luiz Felipe praticamente não trabalhava, o Friburguense mantinha a posse de bola, girava o jogo, mas encontrava dificuldades diante da marcação adversária. Aos 26, Jefinho foi ao fundo e levantou para a cabeçada de Lohan, por cima do gol. Pela direita, o Tricolor encontrou o caminho, através das investidas de Dedé. Daquele setor surgiram as finalizações de Jefinho, à esquerda, e o perigoso desvio após cobrança de escanteio.

Jefinho, cobrando uma falta, colocou a bola muito próxima ao ângulo. Pouco depois, o Friburguense parou no travessão. Dominado, o Itaboraí só ameaçou no único cochilo da defesa friburguense, mas que Edu não aproveitou.

O Friburguense voltou do intervalo elétrico, e obrigou Eduardo a operar dois milagres. No primeiro, Dedé recebeu de Dieguinho, ganhou do zagueiro e bateu cruzado para o desvio do goleiro, com a ponta dos dedos. Pouco depois, Jefinho cobrou falta, Dedé escorou e Bidu mandou de cabeça para nova defesa difícil de Eduardo.

O Itaboraí tentou acelerar nos contra ataques, mas em nenhum deles conseguiu finalizar ao gol de Luiz Felipe. Já o Frizão continuava a esbarrar na trave: a cabeçada de Dedé, aos 12 minutos, foi a terceira bola que esbarrou no poste dos visitantes.

O atacante, que já havia marcado, foi decisivo com o passe para Jorge Luiz, aos 15, em profundidade. O camisa dez apenas ajeitou o corpo e fuzilou entre o goleiro e a trave direita para virar o placar.

Personagem, Dedé deixou o campo para a entrada de Ziquinha. Chiquinho Lima também mexeu, e tentou tornar o time mais ofensivo ao tirar o lateral Crispin e promover a entrada de Ramon. Na bola alta, o Itaboraí conseguiu, enfim, levar perigo ao gol tricolor. O time visitante tentava se aproximar da área, mas quase sempre nos cruzamentos.

O Friburguense teve ao menos três bons contra ataques, mas sem conseguir chutar ao gol de Eduardo. Aos 40 minutos, Lohan encontrou o espaço para finalizar, mas mandou na rede pelo lado de fora. O Frizão dividiu todas as bolas, segurou as pontas e saiu de campo com os três pontos.

Ficha Técnica

Friburguense 2 x 1 Itaboraí

Campeonato Carioca Série B1

Taça Santos Dumont – 4ª rodada (1º turno)

Estádio Eduardo Guinle, Nova Friburgo-RJ

09/06/2018 – 15h

Público: 298 presentes (248 pagantes)

Renda: R$ 2.860

Árbitro: Daniel Barbosa de Castro

Assistentes: Wagner de Almeida e Eduardo Couto

Friburguense: Luiz Felipe, Dieguinho, Sérgio Gomes, Bidu e Ricardo (Marcos André); Damião, Vitinho, Jefinho (Juninho) e Jorge Luiz; Dedé (Ziquinha) e Lohan.

Técnico: Cadão

Itaboraí: Eduardo; Crispin (Ramon); Diego Macedo, Victor Silva e Erick; Peterson, Gustavo Moura (Nelio), Gabriel Galhardo, Rodrigo Ost e Douglas Oliveira; Edu.

Técnico: Chiquinho Lima

 

Resultados da 4ª rodada

Barra da Tijuca 2 x 0 Serra Macaense

Gonçalense 3 x 1 Santa Cruz

América 2 x 0 Angra dos Reis

Barcelona 1 x 0 Artsul

Sampaio Corrêa 1 x 2 Americano

Olaria 0 x 0 Audax

Tigres do Brasil 2 x 2 Bonsucesso

Friburguense 2 x 1 Itaboraí

São Gonçalo EC 1 x 3 Duque de Caxias

Serrano 2 x 3 Carapebus

 

- Classificação

Grupo A:

1º - Sampaio Corrêa, 9 pontos

2º - América, 8 pontos

3º - Barra da Tijuca, 8 pontos

4º - Americano, 7 pontos

5º - Barcelona, 7 pontos

6º - Serra Macaense, 5 pontos

7º - Gonçalense, 4 pontos

8º - Angra dos Reis, 3 pontos

9º - Artsul, 2 pontos

10º - Santa Cruz, 1 ponto

 

Grupo B:

1º - Bonsucesso, 8 pontos

2º - São Gonçalo EC, 7 pontos

3º - Itaboraí, 6 pontos

4º - Friburguense 6, pontos

5º - Tigres do Brasil, 6 pontos

6º - Audax Rio, 5 pontos

7º - Olaria, 5 pontos

8º - Duque de Caxias, 4 pontos

9º - Carapebus, 4 pontos

10º - Serrano, 3 pontos

 

- Tabela do Frizão - Taça Santos Dumont

Audax Rio 1 x 0 Friburguense, Moça Bonita

Friburguense 0 x 1 São Gonçalo, Eduardo Guinle

Duque de Caxias 0 x 1 Friburguense, Marrentão

Friburguense 2 x 1 Itaboraí, Eduardo Guinle

Amanhã, 13 – Bonsucesso x Friburguense, Moça Bonita

Sábado, 16 – Friburguense x Carapebus, Eduardo Guinle

20 de junho – Olaria x Friburguense, Rua Bariri

23 de junho – Friburguense x Serrano, Eduardo Guinle

30 de junho – Tigres do Brasil x Friburguense, Los Lários

 

 

LEIA MAIS

Corujão atropela e Tio Dongo surpreende em nova rodada da Supercopa SAF

Moradores de Conselheiro Paulino, Jardim Ouro Preto e Jardinlândia chegaram a procurar o bom e velho radinho de pilha

Desenho realista foi feito pelo também conterrâneo Rodrigo Catuaba; sonho agora é conhecer ídolo de perto

Publicidade
TAGS: futebol