Friburguenses poderão ver nesta terça o último eclipse lunar do ano

Fenômeno começa às 17h e terá mais de cinco horas de duração
terça-feira, 16 de julho de 2019
por Jornal A Voz da Serra
O eclipse de um ano atrás, fotografado por Pedro Bessa
O eclipse de um ano atrás, fotografado por Pedro Bessa

Na noite desta terça-feira, 16, quando o mundo celebra 50 anos desde que a missão Apollo 11 decolou da Terra rumo à Lua, o Brasil poderá ver um eclipse lunar parcial. O fenômeno ocorre quando Sol, Terra e Lua se alinham e o planeta faz sombra sobre o satélite. O eclipse poderá ser visto a partir das 17h e terá duração de mais de cinco horas. O Planetário de Nova Friburgo, na Via Expressa, estará aberto a partir das 18h30 para acompanhar o fenômeno.

Há menos de 15 dias, a Lua passou entre o Sol e a Terra. O eclipse solar só pôde ser observado em algumas regiões do Brasil. Os dois fenômenos costumam se suceder dessa forma, como resultado desse alinhamento.

Este será o último eclipse lunar do ano; o próximo ocorrerá apenas em 2021, com possibilidade de observação parcial no Brasil. Outros fenômenos parciais acontecem antes, mas no país um eclipse total plenamente visível ocorrerá somente em 16 de maio de 2022.

Há um ano, "Lua de Sangue"

Há um ano, em 27 de julho de 2018, o fotógrafo radicado em Nova Friburgo Pedro Bessa clicou um fenômeno duplamente raro: a "Lua de Sangue" nascendo sobre o Morro do Cordoeira  e, depois, sendo eclipsada (foto).

A parte final do eclipse lunar mais longo do século pôde ser vista a partir das 18h. O Planetário de Nova Friburgo disponibilizou telescópios e equipamentos adequados para a observação, mas muitos friburguenses puderam contemplar o espetáculo a olho nu, de suas janelas, varandas e terraços.

 

 

 

LEIA MAIS

Estado do Rio está na rota crítica; volume maior é esperado para sexta, mas no sábado o tempo já deve melhorar

Município pode, a partir de agora, solicitar recursos para a realização de obras de reconstrução e reparos de danos das chuvas

Prefeitura interdita trecho onde cratera começou a se abrir nas últimas chuvas

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 74 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra

TAGS: Clima