Friburguenses lançam projeto humanizador em hospital público

Estudantes da faculdade de medicina escrevem cartas anônimas, motivacionais, que ajudam na cura de pacientes
segunda-feira, 27 de maio de 2019
por Jornal A Voz da Serra
Estudantes de medicina com cartas do projeto de
Estudantes de medicina com cartas do projeto de "slow medicine" (Reprodução G1)

Duas friburguenses estudantes de medicina, Isadora e Victoria Carestiato, lançaram no  hospital público de Itaperuna ligado à faculdade de medicina da Universidade Iguaçu, onde estudam, um projeto baseado na filosofia “slow medicine” (medicina sem pressa). Pelo projeto “Ajude com Cartas”, colegas do meio acadêmico escrevem textos anônimos, motivacionais, que contribuem para a cura dos pacientes.

O projeto, da  Liga Acadêmica Slow Medicine (LASM), já conta com colaboradores de todo o Brasil e até de outros países. O projeto tem página no Facebook: www.facebook.com/ligaslowmedicine.  O objetivo do LASM é formar profissionais de saúde com prática médica mais humanizada.

A “slow medicine” (www.slowmedicine.com.br) é uma filosofia e prática médica que resgata o tempo na arte de cuidar de um doente. Tempo para ouvir, tempo para refletir, tempo para construir relações sólidas e duradouras entre médicos, pacientes, famílias e comunidade.

“O tempo com o paciente era muito curto, muito rápido, exames atrás de exames. Não tinha aquele tempo para ouvir o que o paciente sentia, o que estava acontecendo na vida dele”, explicou Isadora ao programa “Fantástico”, da Rede Globo, neste domingo, 26.

 

LEIA MAIS

“Ex-secretária de Saúde Tânia Trilha sabia do problema e não fez nada”, denuncia presidente da Comissão de Saúde, vereador Wellington Moreira

Início das obras já está confirmado; prefeitura vai contratar pedreiros da cidade

Assistente social, Emmanuele Marques assume pasta em meio a crise prometendo “humanizar os processos”

Publicidade
TAGS: saúde