Friburguenses descarregam votos em Bolsonaro: quase 63%

Capitão foi a escolha de 63.477 eleitores na cidade. Ciro foi mais bem votado que Haddad e disputaria um eventual 2º turno, se fosse aqui
domingo, 07 de outubro de 2018
por Adriana Oliveira (aoliveira@avozdaserra.com.br)
Filas para votar no Colégio Nossa Senhora das Dores neste domingo (Foto: Adriana Oliveira)
Filas para votar no Colégio Nossa Senhora das Dores neste domingo (Foto: Adriana Oliveira)

Com 100% dos votos apurados na noite deste domingo, 7, os friburguenses deram ao candidato a presidente Jair Bolsonaro (PSL) 63.477 votos, ou 62,87% dos válidos, o que o elegeria em primeiro turno. Se coubesse ao município de Nova Friburgo decidir sozinho a eleição presidencial e houvesse a chance de um segundo turno, a disputa seria entre Bolsonaro e o pedetista Ciro Gomes, que ficou em segundo lugar na cidade, com 16.254 votos, 16,10% dos válidos. O candidato do PT, Fernando Haddad, recebeu dos friburguenses 10.292 votos, apenas 10,19% dos válidos. As estatísticas estão disponíveis no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Dos 151.943 eleitores de Friburgo, 75,73% compareceram às urnas, num dia de chuva fina e frio em torno de 13 graus. Os ausentes totalizaram 24,27%.

Na disputa pelo governo do estado, o ex-juiz Wilson Wintzel (PSC) recebeu em Nova Friburgo 41.937 votos, 47% dos válidos. O ex-prefeito do Rio Eduardo Paes (DEM) foi o preferido de 11.559 eleitores, 13%08% do total.

O campeão de votos para deputado federal é Luiz Lima, do mesmo partido de Bolsonaro: votaram nele 15.768 friburguenses, 17% dos eleitores. Em segundo lugar ficou Glauber Braga (Psol), com 10.187 votos, 10,99% dos válidos. Em terceiro, Dr. Luís Fernando (PRP), com 7.264 votos, ou 7,83%. Marcinho (PRB) e Hélio Fernando Barbosa (PSL) também ficaram entre os cinco mais votados.

Entre os candidatos a deputado estadual, Wanderson Nogueira foi o mais votado, com 12.853, ou 14,09% do total. O segundo com mais votos foi Márcio Damazio (DEM), com 9.494 votos, ou 10,41%  dos válidos. Sérgio Louback (PSC) ficou em terceiro lugar nas preferências, com 8.381 votos, 9,19% do total. O ex-secretário municipal de Cultura Marcos Marins (PP) ficou em quarto, com 6.066 (6,65%). Alexandre Knoploch (PSL) também ficou entre os cinco mais votados.

Até a atualização dos dados ainda não se sabiam quais dos candidatos a deputado ocupará efetivamente uma vaga na Câmara em Brasília ou na Assembleia Legislativa, o que dependia da totalização em outros estados e do cálculo do coeficiente eleitoral.

 

LEIA MAIS

Nem Friburgo nem Teresópolis conseguiram eleger deputados estaduais para a nova legislatura

Para a Alerj não foi ninguém. Votação de Bolsonaro chegou a 63% e Ciro foi o 2º na preferência local

Relembre o que os dois candidatos a governador que se enfrentarão no 2º turno disseram planejar para a região

Publicidade
TAGS: eleições