Friburguense descobre um novo fonema para a língua inglesa

Em mestrado na University College London, Gisele Malhard Breder pesquisou e chegou a uma nova classificação para a pronúncia da letra R
sexta-feira, 28 de setembro de 2018
por Jornal A Voz da Serra
Gisele Malhard Breder: fera na língua inglesa (Arquivo pessoal)
Gisele Malhard Breder: fera na língua inglesa (Arquivo pessoal)

Uma friburguense, Gisele Malhard Breder, nascida e criada em Nova Friburgo, descobriu um novo fonema para a língua inglesa, revela a coluna do Massimo.

Há alguns anos, ela conseguiu aprovação para cursar o mestrado na University College London, considerada a sétima melhor do mundo, na avaliação da World University Rankings de 2018. Sob a supervisão de Michael Ashby, editor de Fonética dos dicionários Oxford, Gisele descobriu em sua pesquisa uma nova classificação para a pronúncia da letra R.

Hoje, a menina que cresceu no bairro Lagoinha, dá aulas de português na University College London, na Imperial College London (as duas estão entre as dez melhores do mundo), na King´s College London, na London Business School e na Foreign & Commonwealth Office, que equivale ao Ministério das Relações Exteriores do Reino Unido. No ministério, por sinal, ela tem entre seus alunos os diplomatas que vêm trabalhar no Brasil. Um deles é o atual embaixador do Reino Unido em Brasília. O outro é o cônsul britânico no Rio de Janeiro.

Além desses compromissos, a ex-aluna da Faculdade de Filosofia Santa Doroteia também ensina nosso idioma em bancos como Deutsche Bank, Santander, HSBC e Barclays; na British Petroleum e em firmas de advocacia. E ainda  dá aulas de inglês num curso de idiomas no coração da Inglaterra, além de aulas particulares de espanhol.

Ela está passando uns dias por aqui, com a família.

LEIA MAIS

Alunos de escolas públicas e privadas conquistaram medalhas de prata e bronze na maior competição científica do Brasil

Inscrições devem ser feitas pela internet. Mais de 200 mil candidatos já se cadastraram

Cadastro de novos alunos também pode ser feito em 34 creches e escolas municipais

Publicidade
TAGS: Educação