Friburgo perde o talento e a criatividade de Eduardinho

Campeão de vários carnavais, Eduardo Rodrigues morreu na manhã desta quinta, aos 71 anos
quinta-feira, 23 de novembro de 2017
por Guilherme Alt
Foto de capa
Arquivo AVS

O carnaval 2018 não vai ter o mesmo brilho em Nova Friburgo. Eduardo Rodrigues, o Eduardinho, carnavalesco e personalidade cativante da cidade, faleceu na manhã desta quinta-feira, 23, aos 71 anos.

Figura unânime no coração dos friburguenses, Eduardinho levou alegria durante décadas à Avenida Alberto Braune. Campeoníssimo do carnaval de Nova Friburgo, venceu inúmeros desfiles de fantasia e virou referência quando o assunto era folia. Tanto que levou todo seu conhecimento e brilhantismo ao berço do carnaval do país, desfilando nas mais tradicionais escolas do Rio de Janeiro e divulgando com orgulho a cidade de Nova Friburgo. Depois de décadas alternando o primeiro e segundo lugares nos principais concursos da região e da cidade do Rio, na categoria luxo, ele passou para a categoria hors-concours.

“Só uma coisa me faz vibrar ainda mais fortemente: é quando eu mesmo entro na avenida e ouço o povo na arquibancada gritar o meu nome. É um momento único, abro os braços e mentalmente envolvo cada uma daquelas pessoas. O som do aplauso, dos gritos, a visão das arquibancadas lotadas, o andamento da escola, os movimentos dos passistas, a bateria, tudo, rigorosamente tudo é algo que não tem explicação. Aqueles minutos valem cada dia do ano que passei trabalhando para isso. Vale a pena!”, descreveu, sem conter a emoção, à jornalista Ana Borges, em entrevista ao jornal A VOZ DA SERRA às vésperas do carnaval 2016.

O presidente da Unidos da Saudade, Peter Filo, lembrou com carinho do amigo. “Eduardinho foi um ícone do carnaval friburguense. Aqui na Saudade ele foi passista, destaque, mestre-sala. Nos últimos anos ele desfilou pela escola na velha guarda e merece todo o carinho da família roxa e branca. Que sua família receba nosso carinho e condolência. Ele foi uma grande pessoa.”

Ele era funcionário público aposentado. Seu corpo está sendo velado no Memorial da SAF, em Duas Pedras. O sepultamento está marcado para às 9h desta sexta-feira, 24, no Cemitério Parque das Montanhas, na localidade de Nova Suíça. 

A equipe e a direção de A VOZ DA SERRA se solidariza com a família de Eduardo neste momento doloroso.

 

LEIA MAIS

Escritora e trovadora friburguense, ela teve papel de destaque na vida cultural da cidade

Arquiteta sofreu acidente em casa na véspera do Natal

Escritor e pesquisador que digitalizou as atas da Câmara de 1820 a 1889 morre aos 95 anos

Publicidade
Agora Faz
TAGS: obituário