Friburgo perde o talento e a criatividade de Eduardinho

Campeão de vários carnavais, Eduardo Rodrigues morreu na manhã desta quinta, aos 71 anos
quinta-feira, 23 de novembro de 2017
por Guilherme Alt
Foto de capa
Arquivo AVS

O carnaval 2018 não vai ter o mesmo brilho em Nova Friburgo. Eduardo Rodrigues, o Eduardinho, carnavalesco e personalidade cativante da cidade, faleceu na manhã desta quinta-feira, 23, aos 71 anos.

Figura unânime no coração dos friburguenses, Eduardinho levou alegria durante décadas à Avenida Alberto Braune. Campeoníssimo do carnaval de Nova Friburgo, venceu inúmeros desfiles de fantasia e virou referência quando o assunto era folia. Tanto que levou todo seu conhecimento e brilhantismo ao berço do carnaval do país, desfilando nas mais tradicionais escolas do Rio de Janeiro e divulgando com orgulho a cidade de Nova Friburgo. Depois de décadas alternando o primeiro e segundo lugares nos principais concursos da região e da cidade do Rio, na categoria luxo, ele passou para a categoria hors-concours.

“Só uma coisa me faz vibrar ainda mais fortemente: é quando eu mesmo entro na avenida e ouço o povo na arquibancada gritar o meu nome. É um momento único, abro os braços e mentalmente envolvo cada uma daquelas pessoas. O som do aplauso, dos gritos, a visão das arquibancadas lotadas, o andamento da escola, os movimentos dos passistas, a bateria, tudo, rigorosamente tudo é algo que não tem explicação. Aqueles minutos valem cada dia do ano que passei trabalhando para isso. Vale a pena!”, descreveu, sem conter a emoção, à jornalista Ana Borges, em entrevista ao jornal A VOZ DA SERRA às vésperas do carnaval 2016.

O presidente da Unidos da Saudade, Peter Filo, lembrou com carinho do amigo. “Eduardinho foi um ícone do carnaval friburguense. Aqui na Saudade ele foi passista, destaque, mestre-sala. Nos últimos anos ele desfilou pela escola na velha guarda e merece todo o carinho da família roxa e branca. Que sua família receba nosso carinho e condolência. Ele foi uma grande pessoa.”

Ele era funcionário público aposentado. Seu corpo está sendo velado no Memorial da SAF, em Duas Pedras. O sepultamento está marcado para às 9h desta sexta-feira, 24, no Cemitério Parque das Montanhas, na localidade de Nova Suíça. 

A equipe e a direção de A VOZ DA SERRA se solidariza com a família de Eduardo neste momento doloroso.

 

LEIA MAIS

Escritor e pesquisador que digitalizou as atas da Câmara de 1820 a 1889 morre aos 95 anos

Bispo emérito faleceu nesta terça, no Rio, após longa enfermidade

Filho de Geraldo Ventura (Teleco), ele morava em Taubaté (SP), administrando rede de franquias de equipamentos para engenharia civil

Publicidade
Agora Faz
TAGS: obituário