Friburgo em 2º lugar entre as mais economicamente desenvolvidas do estado

Cidade só perde para Itaperuna e supera capital, Petrópolis e Niterói em índice calculado pela Firjan com base em monitoramento de educação, saúde e emprego
domingo, 01 de julho de 2018
por Adriana Oliveira (aoliveira@avozdaserra.com.br)
Foto de capa
O infográfico sobre Nova Friburgo no estudo (Reprodução Firjan)

Um estudo da Federação das Indústrias do Estado do Rio (Firjan) classifica Nova Friburgo como um dos dois únicos municípios fluminenses com alto índice de desenvolvimento econômico. A cidade só perde para Itaperuna, no Norte Fluminense, que lidera o ranking pela primeira vez em dez anos, graças ao bom desempenho nas áreas de saúde e educação.

O Índice FIRJAN de Desenvolvimento Municipal (IFDM) foi divulgado nesta quinta-feira, 28, e compara dados de 2013 e 2016, anos de recessão econômica. No ranking estadual, Nova Friburgo aparece na frente de cidades como a capital (em quinto lugar), Petrópolis (em sexto) e Niterói (em nono).

ACESSE O ESTUDO AQUI

Nos três anos comparados, 13 dos 92 municípios fluminenses deixaram de fazer parte da lista dos mais desenvolvidos. A deterioração do mercado de trabalho em função da crise econômica foi o fator decisivo, segundo a Firjan. Em 2013 o estado tinha 15 cidades classificadas com alto desenvolvimento. Em 2016, saíram dessa lista a capital, Búzios, Macaé, Niterói, Petrópolis, Piraí, Porto Real, Quissamã, Resende, Rio Bonito, Santo Antônio de Pádua, Teresópolis e Volta Redonda.

Para calcular o IFDM, a Firjan monitora três áreas -- emprego e renda; educação; e saúde -- com base nas estatísticas oficiais dos respectivos ministérios. O índice varia de 0 a 1: quanto mais perto de 1, maior o desenvolvimento do município; acima de 0,8, o desenvolvimento é considerado alto. Friburgo atingiu índice geral de 0,80 (limítrofe, portanto), puxado por educação (0,88) e saúde (0,87). Se dependesse apenas da área de emprego e renda, atingiria apenas 0,66, considerado moderado.

Na área de emprego e renda, aliás, 57 dos 92 municípios do estado atingiram desenvolvimento apenas regular neste quesito. Outros 21 municípios ficaram com baixo desenvolvimento, 14 com desenvolvimento moderado e nenhum com alto desenvolvimento - nem Friburgo, nem Itaperuna.

Entre todos os municípios do país avaliados, Nova Friburgo aparece na 346ª posição, enquanto Itaperuna está em 265º lugar.

No lado oposto do ranking, Japeri, na Baixada Fluminense, ficou em último lugar, posição que amarga desde 2006. Na Região Serrana, Santa Maria Madalena  e Sumidouro estão entre os dez municípios menos economicamente desenvolvidos do estado.

 

LEIA MAIS

Setores da indústria, do comércio e de serviços demitiram mais em Nova Friburgo após a greve dos caminhoneiros, mas apresentam sinais de recuperação

Inscrições começam para médicos e farmacêuticos começam nesta quarta

Criação de empregos com carteira assinada desacelera em maio, depois de 4 meses de contratações

Publicidade
TAGS: Emprego