FN Capital teria sido alvo de quase 300 denúncias em Friburgo e Petrópolis

Empresa de investimentos e operações de câmbio está com operações suspensas após sócio ser preso na última sexta
segunda-feira, 20 de agosto de 2018
por Guilherme Alt (guilherme@avozdaserra.com.br)
Foto de capa
A polícia na porta da FN Capital, de onde o proprietário saiu preso na última sexta (Arquivo AVS)

 

Na manhã desta segunda-feira, 20, três clientes da FN Capital estiveram na porta da empresa, Rua Fernando Bizzotto, no Centro, para uma reunião com Patrícia Oliveira, diretora das unidades de Petrópolis e Friburgo. Vindos de Rio das Ostras, os três não faziam ideia de que a empresa estava na mira do Ministério Público, por suspeita de desvio de verbas. Os clientes não sabiam que o sócio da FN Luiz Arnaldo das Neves Oliveira foi preso na última sexta-feira, 17, sob a acusação de lesar investidores.

LEIA SOBRE A PRISÃO AQUI.

De acordo com os três clientes, a reunião seria para resgatar o dinheiro investido. Dois deles estão com viagem marcada para Portugal, com embarque ainda nesta semana. Após baterem na porta da empresa em Friburgo, sem saber que estava fechada, entraram em contato com Patrícia. A diretora, que não estava atendendo às ligações desde o fim de semana, respondeu em mensagem que as operações da empresa estavam suspensas e que os três teriam o dinheiro estornado.

A outra cliente, também de Rio das Ostras e que estava com o casal, revelou que esta era a segunda vez que fazia investimentos com a FN. Na primeira vez, o resultado foi positivo, o que a motivou a investir novamente, junto com o marido. “Como a gente teve o retorno sem problemas, ficamos motivados a fazer a operação outra vez. Mas parece que nesse novo investimento, a situação deu errado”, comentou.

Frustrados, os três clientes afirmaram que iriam até a 151ª DP para registrar uma ocorrência que, de acordo com informações não confirmadas, juntando as duas delegacias (Petrópolis e Nova Friburgo), teriam quase 300 denúncias registradas contra a FN Capital.

De janeiro a julho de 2018, a delegacia de Nova Friburgo registrou 174 queixas de estelionato na cidade, segundo o Instituto de Segurança Pública (ISP). No mesmo período, em 2017, foram registradas 127.

Na última sexta-feira, 17, o sócio da FN Capital, Luiz Arnaldo das Neves Oliveira (foto) foi preso em sua casa, no Vale dos Pinheiros, e teve documentos, computadores, um capacete de Ayrton Senna e uma arma apreendidos. Luiz Arnaldo, após prestar depoimento na 105ª DP, em Petrópolis, foi transferido para uma unidade prisional em Benfica, no Rio de Janeiro.

A VOZ DA SERRA tentou contato com Patrícia Oliveira e o advogado de Luiz Arnaldo, mas ainda não obteve resposta.

 

LEIA MAIS

FN Capital é suspeita de ter desviado recursos de dezenas de investidores que chegariam a R$ 50 milhões

Vítima tentou defender uma mulher de uma briga com o marido

Suspeita é de tentativa de homicídio: 5 tiros foram disparados contra grupo. Vítimas foram levadas para o Raul Sertã

Publicidade
TAGS: crime