Festa de aniversário fica mais original quando comemorada durante o Halloween

Veja como é celebrado o Dia das Bruxas ao redor do mundo
sábado, 02 de novembro de 2019
por Ana Borges (ana.borges@avozdaserra.com.br)
A festa do empresário Marco Orlando (Álbum pessoal)
A festa do empresário Marco Orlando (Álbum pessoal)

Se o seu aniversário cai na semana do Halloween e você decide comemorar esta data especial organizando uma festa tendo o tema como inspiração, certamente vai celebrar usando bruxas e afins. Foi o que fez o empresário Marco Orlando, que todos os anos comemora seu aniversário com festas temáticas.  

Fantasiado de Coringa o anfitrião recepcionou, com o humor que lhe é peculiar, personagens da Família Adams, como o Gomez e algumas Vandinhas, o Quico (do eterno Chaves), o Fantasma da Ópera, além de vampiros, frankensteins, e claro, bruxinhas, entre outras figuras assustadoramente encantadoras (rs). Envolvidos por uma decoração rica em detalhes, os convidados embarcaram no clima fantasmagórico, noite adentro, numa deliciosa viagem pelo mundo dos monstrinhos mais queridos da literatura, teatro, cinema e televisão.   

Em anos anteriores, Marco já ‘encenou’ Uma Noite em Veneza, Festa dos Anos 80, e outros, conta Chico Figueiredo, o Gomez (foto). “Todos os convidados seguem a regra de se vestir de acordo com o tema da festa, elemento indispensável para incorporar o personagem e enriquecer a festa. É muito legal, e todo mundo se diverte com as performances de cada um de nós”, revelou.    

Sem dúvida, essa é uma ocasião perfeita para se abusar da criatividade para elaborar fantasias épicas, atuais e clássicas. Mesmo para aqueles que não ligam para o Dia das Bruxas, vale aproveitar a criatividade dessas ideias para servir de inspiração para qualquer próxima festa à fantasia. Afinal, sem fantasia não tem graça, concordam? 

Dependendo da indumentária pretendida, você pode alugar, comprar pronta, mandar fazer ou customizar em casa mesmo. Se precisar, recorra aos tutoriais online. A decoração é outro elemento importantíssimo, e deixar o ambiente, neste caso, com a cara do dia das bruxas, é essencial. 

“É o tipo de cuidado que cria uma atmosfera cênica que conquista a todos e, consequentemente, todo mundo ama. O Marco sabe como fazer “a” festa”, elogiou Chico. 

Ao redor do mundo

  • Estados unidos

Sem dúvida, os Estados Unidos são a primeira referência a ser citada quando o assunto é Halloween. Por lá, o Dia das Bruxas, como é conhecida no Brasil, segue antigas tradições, sendo a mais marcante, as crianças saírem fantasiadas pedindo doces ou ‘ameaçando’ com travessuras. O costume ficou famoso depois de aparecer inúmeras vezes em filmes e seriados que ganharam o mundo.

A grande festa é animada ainda pelos adultos, que fazem questão de decorar suas casas, com abóboras, caveiras e outros símbolos típicos, já no início de outubro. Festas e excursões temáticas são organizadas e em Miami, por exemplo, os clubes noturnos promovem eventos badalados. Em Nova York tem o famoso tour “Ghost of New York”, um passeio guiado, feito a pé pelas ruas, com o objetivo de passar pelos lugares mais assustadores da cidade.

  • Irlanda

Ao contrário do que muitos pensam, não foi nos Estados Unidos que surgiu o Halloween, mas na Irlanda, há cerca de 2.500 anos, uma manifestação festiva criada pelos celtas. Hoje, a festa irlandesa pode ser definida como o carnaval do país. 

Os preparativos começam no início de outubro, quando lojas e outros estabelecimentos comerciais são decorados e vendem peças e figurinos que lembram a data: abóboras, fantasias de bruxas e fantasmas, dráculas, caveiras, teias de aranha e adereços horripilantes.

Na noite do dia 31, irlandeses se encontram nas ruas mais movimentadas das principais cidades, para um gigantesco desfile. Todos saem a caráter, usando e abusando da imaginação, sempre com o objetivo de se divertir. Além da celebração nas ruas, há festas particulares em bares e casas noturnas.

  • Reino Unido

Em Londres, a London Eye é o principal palco para o Halloween inglês. A famosa roda gigante é transformada em uma gruta assustadora, com floresta fantasmagórica e pântano borbulhante. Histórias de terror são narradas aos visitantes, sempre contando lendas sinistras das torres e pontes às margens do Tâmisa.

Na capital escocesa, o 31 de outubro é marcado por andanças entre as ruas escuras e subterrâneas. Os passeios são garantia de momentos assustadores, organizado por agências.

  • Brasil

No Brasil, a festa do Dia das Bruxas ainda é tímida, se comparada a comemorações de outros países, mas por aqui a data não passa em branco. Alguns eventos são realizados em clubes e casas noturnas, alguns  restaurantes também servem drinks e pratos típicos. O mais comum, porém, são as festas particulares, em residências, criativamente decoradas com peças inspiradas em histórias de terror: as tradicionais abóboras, caveiras, teias de aranha, zumbis, morcegos e... bruxas sobrevoando os convidados. 

Escolas e condomínios fechados entram na brincadeira, com decoração típica e muitas atividades para as crianças, que podem pedir doces e ainda participar de caças a fantasmas ou ao tesouro e outras delícias voltadas para o público infantil.

  • México

O Halloween mexicano serve como preparativo para a grande festa do Dia dos Mortos. Lá, o 2 de novembro é dia de relembrar e homenagear os mortos, em uma verdadeira celebração, com direito a música e comidas típicas. Os mexicanos vão ao cemitério, levam o prato preferido dos entes queridos que já partiram, cantam e dançam para alegrar os mortos que entrariam em contato com os vivos durante a data.

O dia 31, por sua vez, é marcado pela alegria das fantasias e muitas crianças também saem às ruas pedindo doces. Isso porque no México, o Halloween é uma festa específica para as crianças. Por isso, as festividades do final de outubro e início de novembro são muito mais divertidas em cidades mexicanas, onde o feriado dura três dias, repletos de costumes e tradições envolventes.

 

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 74 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra

TAGS: