Feira de Adoção na Estação Livre encontra lar para pelo menos 15 cães

São cerca de 40 animais vacinados, vermifugados e, se adultos, castrados
sábado, 13 de abril de 2019
por Guilherme Alt (guilherme@avozdaserra.com.br)
Cachorrinho à espera de adoção com uma funcionária da Ssubea (Fotos: Guilherme Alt)
Cachorrinho à espera de adoção com uma funcionária da Ssubea (Fotos: Guilherme Alt)

Até às 16h deste sábado, 13,, acontece na Estação Livre a 10ª Feira de Adoção de Cachorros. Sucesso nas edições anteriores, esta é mais uma chance para os friburguenses de adotar um amigo de quatro patas. São cerca de 40 cães devidamente vacinados, vermifugados e os adultos, castrados, de acordo com informações da Subsecretaria de Bem Estar Animal (Ssubea).

É quase impossível não passar pela Estação Livre e não fazer no mínimo um carinho nos doguinhos sedentos por um novo lar. Entre latidos, rabos abanando e lambidas, pouco a pouco os cães vão ganhando novas famílias. De acordo com a subsecretária da Ssubea, Monique Malhard, 15 animais tinham sido adotados até as 11h30.

“A gente espera que seja cada vez mais um sucesso, que as pessoas adotem de forma responsável e é o que temos visto. E que todos os animais aqui adotados sejam bem acolhidos e vivam com todo amor, carinho e respeito que precisam”, disse.

Somente com as feiras de adoção foram cerca de 400 animais adotados. “Se a gente for avaliar que esse número corresponde a animais que saíram de abrigos, das ruas e encontraram um lar, em apenas dois anos, é muita coisa. São muitos problemas evitados, por isso que eu quero que a campanha de adoção aconteça sempre, quem sabe mais pra frente aconteça uma vez por mês”, desejou Monique.

Durante o evento, pet shops e empresas ligadas à causa animal participaram comercializando seus produtos e fazendo uma boa ação, como explicou o empresário Cássio Caçador, da Inside Pet. “Nós somos fabricantes de produtos voltados para animais e trabalhamos também com a venda final. É a segunda vez no evento e temos uma novidade. Temos uma grande quantidade de retalho e para não desperdiçar transformamos em uma almofada em forma de osso. Nós vamos reverter 50% da verba desse osso para ONGs da causa animal e 20% de todas as vendas hoje também irão para ONGs”.

 

LEIA MAIS

Instalação de proteção ao longo de trecho de 300 metros não evitou acidente

Tigre d'água é animal da fauna silvestre e sua comercialização só pode acontecer com licença do Ibama

Protetores de animais reclamaram da ineficiência do poder público na questão envolvendo equinos abandonados

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 74 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra

TAGS: pets