Farinha Filho reabre, Augusto Spinelli fecha

Prefeitura interdita trecho onde cratera começou a se abrir nas últimas chuvas
terça-feira, 14 de janeiro de 2020
por Jornal A Voz da Serra
Obra agora é executada na Rua Augusto Spinelli, que amanheceu fechada (Fotos: Adriana Oliveira)
Obra agora é executada na Rua Augusto Spinelli, que amanheceu fechada (Fotos: Adriana Oliveira)

Uma das principais vias do Centro de Nova Friburgo, a Rua Farinha Filho amanheceu nesta terça-feira, 14, já liberada ao trânsito. Em compensação, a Rua Augusto Spinelli, transversal à Farinha Filho, teve um trecho fechado para obras. O trânsito estava sendo desviado para a Rua Monsenhor José Antônio teixeira, a antiga Rua São João.

As obras na Augusto Spinelli são para reparar uma cratera que começou a surgir na via, em consequência das últimas chuvas. Parte da pista cedeu naquele trecho.

Já a Farinha Filho foi interditada para obras na última quinta-feira, 9 (foto). O acesso estava sendo liberado apenas para veículos de moradores. Segundo a prefeitura, com as fortes e constantes chuvas, foi identificado que uma das paredes da galeria subterrânea que passa pela rua cedeu. A obra era para desobstruir a galeria e refazer a parede que ruiu. Uma equipe da Secretaria municipal de Obras realizou os reparos.

No fim de semana a rua chegou a ser liberada ao tráfego, mas nesta segunda-feira, 13, voltou a ser fechada para a finalização da obra. 

 

 

LEIA MAIS

Climatempo prevê tempo seco e ondas de massas polares mais intensas a partir de maio

Farinha Filho foi uma das mais atingidas. Veja fotos enviadas por nossos leitores

Estimativa de gasto é de R$ 175.958,76. Somado ao valor das obras de instalação da cobertura nos lados norte e sul, intervenções vão totalizar R$ 1.208.142,92

Publicidade

Apoie o jornalismo de qualidade

Há 74 anos A VOZ DA SERRA se dedica a buscar e entregar a seus leitores informações atualizadas e confiáveis, ajudando a escrever, dia após dia, a história de Nova Friburgo e região. Por sua alta credibilidade, incansável modernização e independência editorial, A VOZ DA SERRA consagrou-se como incontestável fonte de consulta para historiadores e pesquisadores do cotidiano de nossa cidade, tornando-se referência de jornalismo no interior fluminense, um dos veículos mais respeitados da Região Serrana e líder de mercado.

Assinando A VOZ DA SERRA, você não apenas tem acesso a conteúdo de qualidade, mantendo-se bem informado através de nossas páginas, site e mídias sociais, como ajuda a construir e dar continuidade a essa história.

Assine A Voz da Serra

TAGS: obra | Clima