Falta vacina pentavalente nos postos de saúde de Friburgo

Ministério da Saúde anuncia que deverá repassar doses ainda este mês. Lotes foram rejeitados por agências de saúde
quinta-feira, 05 de setembro de 2019
por Guilherme Alt (guilherme@avozdaserra.com.br)
Falta vacina pentavalente nos postos de saúde de Friburgo

A vacina pentavalente, que protege contra coqueluche, tétano, hepatite B, difteria e o vírus influenza tipo B, está em falta em Nova Friburgo. Há alguns meses o Ministério da Saúde não repassa as doses da vacina para diversos municípios. Famílias, como a de Fábio Abreu, vem sofrendo com a impossibilidade de vacinar seus filhos. Fábio conta que precisa aplicar a terceira dose da vacina em seu filho que completa oito meses no próximo dia 11. 

“Há dois meses fomos aos postos de saúde do Suspiro e de Olaria e os funcionários disseram que (a vacina) estava em falta, mas que chegaria em alguns dias. Voltamos cinco vezes e nada. Nos últimos meses ligamos várias vezes para os postos e a informação era sempre a mesma: sem previsão de chegada”, lamentou.

Fábio tentou, por via particular, conseguir a dose da vacina pentavalente, mas por conta dos altos custos, terá que esperar a chegada das doses pelo Ministério da Saúde, o que continua sem previsão. “A minha preocupação é com as crianças que precisam tomar a primeira dose da vacina. O meu filho tomou as duas primeiras, o que me deixa um pouco tranquilo. Mas, e quem precisa tomar a primeira dose, como faz? Fico apreensivo e por isso que estou em busca de solução. Procurei a rede particular, mas o valor cobrado por uma dose desta vacina é R$ 280. Como estou desempregado não tenho condições de pagar”, disse.

O que diz a prefeitura

Por meio de nota, a Prefeitura de Nova Friburgo informou que o desabastecimento dos estoques da vacina pentavalente é um problema nacional. “O envio de remessas aos municípios é feito periodicamente pelo Ministério da Saúde e apesar da solicitação constante da Secretaria Municipal de Saúde pelo envio de uma nova remessa do órgão federal, até o momento, não há ainda prazo para a chegada de novas doses”.

O que diz o Ministério da Saúde

O Ministério da Saúde informou que os lotes mais recentes da vacina pentavalente recebidos do laboratório Biologicals E Limeted India foram reprovados pelo Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde (INCQS) e pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). “Visando proteger a população, a pasta suspendeu a distribuição e exigiu a substituição dos lotes à Organização Pan-Americana da Saúde (Opas). 

Em julho, o Ministério da Saúde encaminhou mais de 400 mil doses da vacina pentavalente do laboratório Serum Índian aos estados brasileiros. Para o Rio de Janeiro, foram enviadas 32,3 mil doses neste mesmo mês. O Ministério da Saúde recebeu uma parcela dos novos lotes em agosto, mas que ainda se encontram em análise pelo INCQS. Assim que o instituto finalizar a avaliação de qualidade, as vacinas serão encaminhadas para a população. A previsão é que a distribuição da vacina pentavalente comece a ser normalizada a partir de setembro”.

“É importante esclarecer que o governo federal do Brasil compra a vacina via Fundo Estratégico da Opas, uma vez que não existe laboratório produtor no país. O fundo possui fornecedores pré-qualificados pela Organização Mundial de Saúde (OMS), que assegura que produtos sejam consistentemente produzidos e controlados de acordo com padrões de qualidade apropriados para o uso pretendido, atendendo especificações previamente estabelecidas. Antes de serem distribuídos para a população, ainda, as vacinas passam por uma análise do INCQS”.

 

LEIA MAIS

Prefeitura abre licitações para reformar cozinha e lavanderia

Cerca de 105 mil assinaturas foram entregues a Witzel no Palácio Guanabara por comitiva de friburguenses

Veículo vai oferecer atendimento gratuito no estacionamento da unidade de saúde em Conselheiro

Publicidade
TAGS: saúde | vacina