Falta de vento provoca queda de parapente na Pedra do Imperador

PIloto de 40 anos é experiente. Operação que durou cerca de oito horas mobilizou bombeiros e voluntários
quinta-feira, 24 de janeiro de 2019
por Guilherme Alt (guilherme@avozdaserra.com.br)
Falta de vento provoca queda de parapente na Pedra do Imperador

Durante uma operação que durou cerca de oito horas, mobilizando bombeiros e voluntários, o piloto de parapente Jackson da Silva Pinto, de 40 anos, foi resgatado na madrugada de quinta-feira, 23, da mata da Pedra do Imperador, de onde saltou por volta do meio-dia de quarta, sem conseguir finalizar o trajeto.

O resgate foi realizado por homens do Corpo de Bombeiros e por integrantes do Centro Excursionista Friburguense (CEF), com apoio de homens da Cruz Vermelha.

De acordo com informações do comandante do 6º GBM, tenente-coronel Alexandre Pitaluga, Jackson tem ampla experiência de voo livre.  De acordo com o que a vítima contou aos bombeiros, o motivo da queda foi falta de sustentação de voo, muito provavelmente provocada pela ausência de vento. Pelo rádio, Jackson pediu socorro a um grupo de voo livre, que acionou os bombeiros.

Os bombeiros chegaram à montanha por volta das 20h. Às 2h conseguiram resgatar o piloto e às 4h ele foi encaminhado para o Hospital Municipal Raul Sertã com ferimentos num dos pulsos e num dos joelhos.

“Foram utilizadas técnicas profissionais de resgate e material específico para o resgate. Dois oficiais do 6º GBM desceram até a vítima, colocando-a numa maca, e realizaram a ascensão. Outros três oficiais ficaram no topo com os excursionistas realizando o planejamento conjunto da operação. Após o resgate, esses mesmos profissionais percorreram mais duas horas até chegar a ambulância, mesmo sob forte estresse físico. A operação foi um sucesso graças ao treinamento e à capacitação dos envolvidos”, disse o comandante Pitaluga.

Pitaluga  ressaltou ainda que os materiais operacionais dos bombeiros que atuaram no resgate fazem parte do aperfeiçoamento tecnológico que a Secretaria de Defesa Civil está implantando no Estado do Rio, com aquisição de drones, helicópteros e viaturas.

Na próxima quarta-feira, 30, o 6º GBM prestará uma homenagem aos civis que auxiliaram no resgate de Jackson. O piloto afirmou que vai fazer de tudo para estar presente na cerimônia.

 

LEIA MAIS

Acidente aconteceu próximo ao trevo que dá acesso ao município de Cordeiro

Batidas no Debossan e no Centro envolveram caminhões, carros e moto

Acidente aconteceu na Comte Bittencourt. Vítima quebrou as duas pernas

Publicidade
TAGS: acidente